Antonio Longo/AP
Antonio Longo/AP

Greve de jogadores adia rodada inicial do Italiano

Sindicato dos Jogadores não conseguiu entrar em acordo com a Liga sobre o contrato coletivo

AE, Agência Estado

26 de agosto de 2011 | 09h18

ROMA - A primeira rodada do Campeonato Italiano não será disputada neste fim de semana. Nesta sexta-feira, a Associação dos Jogadores Italianos anunciou, através do presidente Damiano Tommasi, a decisão de realizar uma greve, inviabilizando o começo do torneio, que estava previsto para este fim de semana. "Nós tentamos até o final, mas todas as tentativas foram em vão", disse Tommasi.

Todos os capitães das 20 equipes da primeira divisão italiana assinaram um documento neste mês ameaçando a realização de greve se um novo contrato coletivo não fosse assinado antes do começo da temporada 2011/2012. Após semanas de negociações, o impasse não foi resolvido.

Os principais conflitos são sobre a taxa dos rendimentos dos jogadores e o desejo dos atletas de impedir que os times forcem a saída de seus jogadores em último ano de contrato, além de colocar para treinar separadamente aqueles que não são mais desejados.

Como o Campeonato Italiano não tem partidas previstas para os dias 3 e 4 de setembro, por conta de compromissos internacionais das seleções, o início do torneio pode acontecer em 10 e 11 de setembro, desde que o impasse seja resolvido até lá. "A possibilidade de uma greve geral é um problema. Há ainda um risco para as próximas partidas", disse Giancarlo Abete, presidente da Federação Italiana de Futebol.

O conflito entre os jogadores e a liga acontece desde junho de 2010, quando expirou o contrato coletivo. Os jogadores ameaçaram entrar em greve duas vezes na última temporada, mas as paralisações foram evitadas por acordos verbais. Dessa vez, porém, não houve sucesso nas negociações.

O Campeonato Italiano estava previsto para começar no sábado com as partidas Siena x Fiorentina e Cagliari x Milan. Com a greve, os jogadores da seleção italiana que atuam no país vão participar dos jogos contra Ilhas Faroe, em 2 de setembro, e Eslovênia, no dia 6, sem ter disputado partidas do torneio nacional.

A única vez em que os jogadores da primeira divisão italiana haviam realizado uma greve foi em março de 1996. A paralisação na Itália repete a ocorrida na Espanha no último fim de semana. Jogadores e liga, porém, anunciaram acordo na quinta-feira e o Campeonato Espanhol começará a ser disputado neste fim de semana.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolItáliagreve

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.