Divulgação
Divulgação

Greve na Argentina complica logística da viagem do São Paulo

Clube consulta Conmebol e companhia aérea antes de viajar

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

30 Março 2015 | 21h05

A greve geral dos serviços de transportes na Argentina marcada para terça-feira quase complicou a viagem do São Paulo para Buenos Aires. O clube só conseguiu confirmar nesta segunda-feira a viagem para o país, onde enfrenta na quarta o San Lorenzo, pela Copa Libertadores, depois de procurar a Conmebol sobre o adiamento do encontro.

O São Paulo consultou a entidade para saber se a realização da partida estava confirmada e também a companhia aérea para checar se teria condições de embarcar. Depois das respostas positivas, o clube confirmou o embarque com menos de 24h de antecedência. O time chega em Buenos Aires na hora do almoço e à noite faz um treino de reconhecimento no local da partida.

A Argentina terá nesta terça-feira uma greve geral dos serviços de transportes. Os sindicatos locais são contra um imposto progressivo sobre os salários. A promessa é de paralisação total por 24h. Com a possibilidade da falta de locomoção, serviços como escolas e restaurantes também podem parar na Argentina.

A companhia aérea que vai transportar o São Paulo chegou a anunciar nesta segunda-feira que 19 voos para a Argentina serão cancelados. A lista, porém, não contempla o voo que levará a delegação. O retorno do time será na quinta-feira pela manhã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.