Maxim Shemetov/Reuters
Maxim Shemetov/Reuters

Griezmann rejeita Barcelona e confirma permanência no Atlético de Madrid

Atacante que está disputando a Copa pela França era especulado como reforço dos catalães

Estadão Conteúdo

14 Junho 2018 | 18h34

Depois de muito mistério, o atacante francês Antoine Griezmann, que está com a seleção francesa na Rússia para a disputa da Copa do Mundo, enfim definiu seu futuro para a próxima temporada. De um jeito incomum, ele anunciou que fica no Atlético de Madrid, recusando uma proposta para se transferir ao Barcelona.

+ Lopetegui chega ao Real e diz que viveu 'dia mais triste' desde a morte da mãe

+ Rússia mostra superioridade e goleia Arábia Saudita na abertura da Copa

O comunicado da permanência de Griezmann foi feito por meio de um documentário, exibido no canal espanhol de TV fechada "Movistar" e com o nome de "La Decision" (A Decisão). Ele publicou o anúncio em seu perfil oficial no Twitter.

"Decidi ficar. Sinto pressão para demonstrar a todo o mundo que não me equivoquei e que confio neste clube e nos meus companheiros", disse o jogador em um trecho do documentário.

Antes do anúncio oficial, Griezmann já havia dito que decidiria seu futuro nesta quinta-feira, às 16h15 (de Brasília). "Vocês estão fartos dos comentários que dizem se vou embora, se fico, quanto que me pagarão, quanto que não me pagarão. Mas a verdade é a que vou dizer agora", falou antes de a peça publicitária se encerrar, aumentando, àquela altura, ainda mais o suspense em torno do seu futuro.

 

O vídeo exibe imagens do jogador com a sua esposa e filho, mostra ele pensativo e angustiado em alguns momentos, sendo vaiado pela torcida do Atlético de Madrid em jogo da última rodada do Campeonato Espanhol, mas, também, comemorando a conquista da Liga Europa. Ele aparece em uma ligação telefônica com a sua esposa, que diz, em um dos trechos: "Se você ganhar a Liga dos Campeões aqui (no Atlético) entrará para a história. Se ganha lá (no Barcelona), será apenas mais um".

Curiosamente, Piqué, zagueiro do Barcelona, é um dos proprietários da empresa que produziu o documentário, o que ampliou o rumor sobre a possível transferência do jogador para o time catalão.

O atacante havia concedido uma entrevista coletiva na seleção francesa na última terça-feira em que evitou falar sobre o seu futuro. "Sinto muito. Não é o dia. Sei que há muita espera, mas hoje não é o dia", disse, na ocasião.

O atacante tem contrato com o time de Madri até 2022 e multa rescisória de 200 milhões de euros (R$ 847 milhões). Com 112 gols em 208 jogos, o craque francês é o principal jogador do clube comandado pelo argentino Diego Simeone.

Ele e seus companheiros da seleção francesa estreiam no Mundial da Rússia contra a Austrália, neste sábado, às 7 horas (de Brasília), em Kazan.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.