Grupo americano assume o comando do Derby County

Último colocado do Campeonato Inglês adere ao novo tipo de gestão para se salvar

Efe

28 de janeiro de 2008 | 14h06

O Derby County anunciou nesta segunda que o consórcio General Sports and Entertainment (GSE), com base em Detroit, é o novo proprietário do clube, que se transforma na quarta equipe do Campeonato Inglês a ter proprietários dos Estados Unidos. Posicionado na última posição do Campeonato Inglês, o Derby conseguiu subir para a primeira divisão na última temporada e, em 23 partidas, só alcançou uma vitória para alcançar 7 pontos. No último fim de semana a equipe foi eliminada da Copa da Inglaterra, após for derrotado para o Preston em Pride Park por 4 a 1.O presidente da GSE, Andy Appleby, que foi vice-presidente do Detroit Pistons, se mostrou muito satisfeito com a operação que representa uma "oportunidade de conseguir um impacto significativo" para sua empresa, fundada em 1998."Visitamos o clube durante os últimos seis meses e conhecemos a experiência dos jogos no estádio Pride Park, onde ficamos impressionados com o potencial incrível do clube e a lealdade de sua massa social", declarou Appleby.O presidente do Derby, Adam Pearson, que continuará no cargo mesmo após a operação, afirmou que a chegada da GSE apóia o futuro financeiro da equipe. As outras equipes que passaram para proprietários americanos são o Manchester United, o Liverpool e o Aston Villa.

Tudo o que sabemos sobre:
Campeonato InglêsDerby County

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.