Reginaldo Castro
Reginaldo Castro

Grupo de cinco torcedores protesta e cobra classificação no Corinthians

Membros de organizada fizeram protesto em tom pacífico

Fábio Hecico, Agência Estado

21 de outubro de 2013 | 15h12

SÃO PAULO - A vitória por 1 a 0 sobre o Criciúma, na noite de sábado, em Itu, distanciou o Corinthians da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, mas parece ainda não ter convencido uma parcela dos torcedores. Nesta segunda-feira, um grupo de torcedores foi até o CT do clube e exibiu faixas de cobrança aos jogadores. O protesto, em tom pacífico, foi feito por cinco membros da torcida organizada Camisa 12, no setor reservado ao estacionamento da imprensa. E eles exigiram a classificação do time para as semifinais da Copa do Brasil. "É quarta-feira! Estaremos de olho", cobravam os torcedores em uma faixa. "Queremos disposição, vontade, coragem, determinação, amor à camisa e respeito", escreveram em outra.

"Treino é jogo. Jogo é guerra. A nossa felicidade está nos seus pés", avisava outra. Apenas em 12º lugar no Campeonato Brasileiro, com 40 pontos, o Corinthians tem chances remotas de classificação para a Libertadores através do torneio. A situação é bem diferente da vivida na Copa do Brasil, competição em que o time disputa o jogo de volta das quartas de final contra o Grêmio, em Porto Alegre, na próxima quarta-feira. O primeiro duelo, no Pacaembu, terminou empatado por 0 a 0.

Provável substituto do contundido Cássio, o goleiro Walter sabe que a partida com o Grêmio "vale o ano" corintiano. "A gente sabe que querendo ou não, acaba o ano se a gente cair. Está difícil chegar à Libertadores pelo Brasileiro. A situação de estar atrás nos incomoda. É jogo de vida ou morte, temos de ir lá e fazer o nosso papel", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.