Grupo do São Paulo aponta ansiedade como principal vilã

Rafael Toloi assume erro durante o lance do pênalti e quer time com cabeça erguida nos próximos jogos

AE, Agência Estado

15 de agosto de 2013 | 23h09

SÃO PAULO - A ansiedade foi apontada pelos jogadores como a principal responsável pelo São Paulo não passar do empate contra o Atlético Paranaense por 1 a 1, nesta quinta-feira, no estádio do Morumbi. Para o técnico Paulo Autuori, o time se afobou justamente quando vivia o seu melhor momento.

"Não tínhamos motivos para ficar ansiosos, até porque temos jogadores acostumados a esse cenário. Mas oferecemos nossa ansiedade ao adversário, que se aproveitou", resumiu o treinador, que já garantiu Paulo Henrique Ganso entre os titulares para o jogo contra o Flamengo, neste domingo, em Brasília. "Ele está fazendo por merecer".

Apontado como vilão pelo pênalti cometido em Marcelo, o zagueiro Rafael Toloi assumiu o erro, pediu desculpas e quer a equipe de cabeça erguida para os próximos jogos. "Vínhamos bem, mas infelizmente levamos o gol num erro individual meu. Agora precisamos trabalhar e pontuar", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.