Grupo francês vende o Nantes a empresário franco-polonês

Waldemar Kita quer reconstruir clube francês, imitando o Chelsea de Roman Abramovich

28 de julho de 2007 | 10h04

O grupo francês Dassault chegou a um acordo para vender o time de futebol de Nantes ao empresário franco-polonês Waldemar Kita, associado ao ex-diretor-geral do clube Alain Florès, afirmaram fontes relaciondas à transação.   A operação foi concluída na noite de ontem, e deve ser formalizada esta tarde, durante uma reunião de Kita com o prefeito de Nantes, o deputado socialista Jean-Marc Ayrault, segundo as fontes.   O empresário franco-polonês tinha oferecido € 10 milhões (aproximadamente R$ 27 milhões) pelo time de Nantes, valor que não inclui a verba necessária para que o clube funcione e para a contratação de jogadores.   No início do ano, Kita tinha vendido a companhia Cornéal ao grupo americano Allergan por € 180 milhões (aproximadamente R$ 486 milhões). A empresa é a "número quatro" na Europa em lentes de contato para tratamentos de catarata. Em abril, ele se associou a Florès, que dirigiu o Nantes de 1992 a 1999 e mantinha contatos no clube.   O empresário já tinha tentado comprar o time em 1998, mas sua oferta foi rejeitada pelo Conselho Administrativo do clube.   Mais tarde, Kita comprou o Lausanne Sports da Suíça e o dirigiu de 1998 a 2001. Além disso, tinha conversado com outros empresários sobre a possibilidade de adquirir o Nice.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato Francês

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.