Grupo que reúne principais clubes da Europa será ampliado

Após reunião realizada nas dependências do Estádio Camp Nou, em Barcelona, o G14 terá agora 40 membros

17 de outubro de 2007 | 17h08

O G14, grupo que reúne os principais clubes de futebol da Europa, anunciou nesta quarta-feira a ampliação de seu quadro de membros dos atuais 18 para 40, representando 23 países.  Reunidos nas instalações do Camp Nou, estádio do Barcelona, os representantes aprovaram a ampliação, e decidiram que a inclusão dos novos membros atenderá a critérios meramente esportivos. Os convites serão feitos às novas equipes nas próximas semanas.  Em meados de novembro, a assembléia geral do G-14 voltará a reunir - desta vez na capital belga, Bruxelas - para redigir e aprovar o estatuto do novo grupo, cuja constituição formal é esperada para dezembro. Os clubes também pediram mais tempo ao ex-jogador francês Michel Platini, presidente da Uefa, para estudar a formula da Liga dos Campeões proposta por ele, que inclui países menos tradicionais e campeões das Copas de algumas nações.  Uma vez analisado o plano de Platini, o G14 apresentará uma contraproposta, embora já tenha deixado claro que seu primeiro objetivo será preservar o bom nível do torneio. O presidente do Barcelona, Joan Laporta, recentemente nomeado membro da Comissão Estratégica da Fifa, passou as primeiras conclusões da comissão, que tentará coordenar os calendários esportivos internacionais e melhorar as relações entre clubes e federações - alvo de muitas críticas do próprio dirigente.

Tudo o que sabemos sobre:
G14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.