Guarani aguarda convite da CBF

Os dirigentes do Guarani ainda não se pronunciaram oficialmente sobre o novo calendário quadrienal do futebol brasileiro. Eles alegam que esperam um convite oficial da CBF para que o clube participe do Torneio Rio-São Paulo. A expectativa é de uma definição para os próximos dias, quando também poderão festejar o não rebaixamento para a segunda divisão paulista."Não sei de nada, mas pela reunião que ocorreu no Rio de Janeiro, tudo indica que iremos participar do Rio-São Paulo. Nossa permanência na primeira divisão é um prêmio para o trabalho de recuperação da imagem do clube que vínhamos fazendo", disse o presidente do Guarani, José Luiz Lourencetti, que acompanhou Eduardo José Farah, presidente da Federação Paulista, até o Rio de Janeiro.Embora não demonstrem, os dirigentes comemoraram e muito a permanência do time na primeira divisão, já que o clube está passando por uma grave crise financeira.O objetivo agora é montar um time competitivo para o Campeonato Brasileiro, já que quatro times serão rebaixados. O técnico Hélio dos Anjos vem alertando os dirigentes que o clube precisa de reforços para esta competição. "Os dirigentes precisam se mexer. É bom lembrar que o Rio-São Paulo também tem rebaixamento", lembra o treinador, que espera a contratação de pelo menos cinco reforços.Os nomes mais comentados no estádio Brinco de Ouro são o do lateral-esquerdo Edson, do Corinthians, do zagueiro Sangaletti, do Náutico, que já jogou pelo clube, além do volante Túlio e do atacante Zé Carlos, ambos do Goiás.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.