Guarani ainda procura novo técnico

Joel Santana, Zetti, Lori Sandri e Agnaldo Liz. Nenhum deles resolveu o problema do Guarani neste Campeonato Brasileiro. Assim, o clube de Campinas ocupa a lanterna da competição, com apenas 31 pontos conquistados, e está seriamente ameaçado pelo rebaixamento.Apesar de ter demitido Agnaldo Liz na manhã desta segunda-feira, o presidente José Luiz Lourencetti ainda não encontrou um novo técnico para o Guarani. Os nomes mais cotados são de Vágner Benazzi, ex-Criciúma, Geninho, ex-Vasco, e Luiz Carlos Ferreira, da Portuguesa. O maior obstáculo dos dirigentes é encontrar alguém com coragem para tentar livrar o Guarani do rebaixamento nas últimas 12 rodadas que faltam.Agnaldo Liz foi indicado pela direção da Federação Paulista de Futebol. Seu aproveitamento também foi baixo, como seus antecessores, com 29% de pontos ganhos em oito jogos disputados, com quatro empates, três derrotas e apenas uma vitória.Mesmo assim, ele se mostrou surpreso com a troca. "Deixo o clube com a consciência tranqüila. O time mostrou padrão de jogo nas minhas mãos e só perdemos do Santos, por 1 a 0, por circunstâncias do futebol", resumiu Agnaldo, lembrando da derrota de sábado.Na quinta-feira, o Guarani joga em Belo Horizonte contra o Atlético-MG, outro clube ameaçado pelo rebaixamento e que também trocou de técnico - Mário Sérgio entrou no lugar de Jair Picerni.Para este jogo, o Guarani não terá o goleiro Jean, suspenso, e nem o volante Careca, vetado com uma lesão muscular na coxa direita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.