Guarani ameaçado e cansado de perder

Cansado de perder tantos jogos no Guarani, o técnico Jair Picerni deixou evidente a sua decepção e até admitiu que pode reavaliar seu futuro no clube nos próximos dias, antes do início do Campeonato Brasileiro da Série B. Ele desabafou após a derrota para o América, por 1 a 0, em Rio Preto, o sétimo tropeço no Campeonato Paulista. Com dificuldades para se expressar, o técnico deixou todos apreensivos no Brinco de Ouro: "Estamos desmoralizados, fomos de novo prejudicados pela arbitragem e ninguém reclamou de nada. Eu vivo em função dos bons resultados e, infelizmente, estamos passando por um lado péssimo." Os dirigentes do Guarani o acalmaram no domingo, garantindo nesta segunda-feira que o técnico vai cumprir seu contrato até dezembro.A derrota manteve o time ameaçado pelo rebaixamento. Com apenas 20 pontos, o Guarani está na 14.ª posição e precisa somar pontos nos jogos contra o Marília, em casa, e depois contra o Palmeiras, em São Paulo. Mas a prioridade, nesta terça-feira, volta a ser a Copa do Brasil, porque na quarta-feira vai receber o Santa Cruz no jogo de volta da segunda fase. Em Recife (PE), o Guarani perdeu por 2 a 0 e agora precisa devolver o resultado para pelo menos decidir a disputa nos pênaltis.Para este jogo, o volante Careca está vetado, com lesão muscular. Por outro lado, o também volante Marcos Paulo pode ser liberado pelos médicos, recuperado de uma contratura na coxa direita. O meia Tucho, que cumpriu suspensão automática, tem seu retorno garantido.O time titular será definido somente após o coletivo previsto para esta terça-feira à tarde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.