Reprodução Twitter Guarani
Reprodução Twitter Guarani

Guarani bate Atlético-GO, encosta no G-4 e vai motivado para o dérbi

Bruno Mendes e Fabrício marcaram os gols da vitória por 2 a 0 no Brinco de Ouro

Estadão Conteúdo

22 Agosto 2018 | 00h07

O Guarani não poderia ir mais motivado para o clássico diante da Ponte Preta, no próximo sábado. O time campineiro chegará embalado ao confronto após bater o Atlético Goianiense pelo placar de 2 a 0, em partida realizada na noite desta terça-feira, no Estádio Brinco de Ouro, pela 22ª rodada do Brasileiro da Série B.

O resultado levou o Guarani para a quinta posição, com 35 pontos, um a menos do que Goiás e Avaí, podendo assim entrar na zona de acesso na próxima rodada. Já o clube goiano acabou deixando o G4 e parou em sexto lugar, com 34.

Apesar de toda a motivação para o clássico, o Guarani conseguiu se desligar e focar apenas no Atlético-GO, fez uma de suas melhores partidas em toda a competição e poderia ter conseguido um placar ainda mais elástico. Bruno Mendes acabou sendo o principal destaque da equipe.

O Guarani foi para o intervalo com 1 a 0 no placar, mas foi pouco pelo que produziu durante os 45 minutos iniciais. O time campineiro controlou o jogo e só não goleou porque a trave o atrapalhou, como em tentativa de Bruno Mendes, logo no começo da partida. Ele aproveitou o cruzamento de Kevin e chutou de chapa, no poste.

Aos 27 minutos, a situação se repetiu. Após cobrança de falta, Bruno Mendes antecipou o marcador e mandou de cabeça na trave. O atacante não vinha tendo uma noite muito boa, até que enfim abriu o marcador. Bruno Xavier foi lançado dentro de área, mas acabou travado na hora do chute. A sobra ficou com o camisa 9, que chutou para o gol.

A pressão do Guarani foi do início ao fim. O Atlético-GO ficou recuado, ficando longe de ser aquele time que vem brigando pelo acesso, tanto que pouco fez para ameaçar o gol defendido por Agenor.

O panorama do segundo tempo não foi diferente. O Guarani começou em cima desde os minutos iniciais e mandou uma bola na trave com Ricardinho logo de cara em um chute de fora da área. No lance seguinte, o time campineiro ampliou. Fabrício bateu falta com perfeição e fez 2 a 0.

E a situação ficou ainda pior para o Atlético-GO. Aos quatro minutos, Jefferson Nem disparou em velocidade e foi empurrado por Pedro Bambu. O árbitro assinalou o pênalti, mas voltou atrás e acabou marcando falta fora da área. O volante acabou sendo expulso no lance e deixando o clube goiano com dez.

Com um a menos, o time goiano até tentou diminuir, mas foi facilmente dominado pelo Guarani, que só não vez o quarto por causa da trave. Em cobrança de escanteio de Rondinelly, Fabrício cabeceou no poste. Depois, a equipe campineira acabou administrando o resultado para confirmar a boa vitória no Brinco de Ouro.

Na próxima rodada, o Guarani faz o clássico diante da Ponte Preta no sábado, às 16h30, no Moisés Lucarelli. Na sexta-feira, o Atlético-GO recebe o CRB, às 21h30, no Estádio Antônio Accioly, em Goiânia.

FICHA TÉCNICA

GUARANI 2 X 0 ATLÉTICO-GO

GUARANI - Agenor; Kevin, Philipe Maia, Fabrício e Pará (Ferreira); Ricardinho, Fabrício Bigode, Jefferson Nem (Erik), Rondinelly e Bruno Xavier (Rafael Longuine); Bruno Mendes. Técnico: Umberto Louzer.

ATLÉTICO-GO - Jefferson; Jonathan, Gilvan, Oliveira e Bruno Santos; Rômulo, Pedro Bambu e João Paulo (André Luis); Júlio César, Renato Kayser (Fernandes) e Júnior Brandão (Alisson). Técnico: Cláudio Tencati.

GOLS - Bruno Mendes, aos 36 minutos do primeiro tempo. Fabrício, aos dois minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES).

CARTÃO AMARELO - Júnior Brandão (Atlético-GO).

CARTÃO VERMELHO - Pedro Bambu (Atlético-GO).

RENDA - R$ 39.215,00.

PÚBLICO - 3.233 torcedores.

LOCAL - Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.