Guarani com obrigação de vencer nesta 4ª

O Guarani enfrenta o desconhecido União Cacoalense, nesta quarta-feira, às 20h30, no estádio Brinco de Ouro, em Campinas, com a obrigação de confirmar sua presença na segunda fase da Copa do Brasil. No primeiro jogo, em Rondônia, houve empate de 1 a 1. Além disso, o técnico Joel Santana continua por um fio e será demitido com qualquer tropeço. "O futebol vive de resultados e se o time não começar a ganhar nós vamos mudar muita coisa", avisou o presidente José Luiz Lourecentti, logo após uma reunião geral, com a comissão técnica e jogadores, a portas fechadas nos vestiários. "O grupo de jogadores é bom e prometeu empenho. Demos a eles um voto de confiança", completou o dirigente, que tem sido pressionado pela torcida. O experimentado Joel Santana tenta tirar tudo de letra, apesar da pressão. "Não gosto de fofoca. Vim aqui para trabalhar e não tive tempo para isso", argumenta. Com relação ao time, muitas mudanças e a confirmação do esquema 4-4-2. Na defesa, o experiente Carlinhos faz sua estréia no lugar de Juninho. No meio campo, Loscri ganha sua primeira chance no lugar de Alexandre, que está machucado. O meia Alex, liberado pelo departamento médico, está confirmado. No ataque, Evandro Roncatto, também recuperado de contusão, entra na vaga de Ricardo Lobo e volta a atuar ao lado de Viola, que insatisfeito com as críticas não está dando declarações para a imprensa.

Agencia Estado,

02 de março de 2004 | 19h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.