Guarani confirma dispensa de Pepe

Somente no começo da noite de segunda-feira é que a direção do Guarani confirmou a saída do técnico José Macia, o Pepe. Em seu lugar assume interinamente Barbieri, ex-jogador do clube, e que vem respondendo tanto pelo time de juniores como também pelo time "B" que participa da Copa Estado de São Paulo.A permanência de Barbieri no cargo não está descartada, dependendo de seus resultados dentro do Campeonato Brasileiro. Os maus resultados é que derrubaram Pepe, que perdeu quatro dos últimos cinco jogos. Curiosamente a única vitória aconteceu contra o maior rival da cidade, a Ponte Preta, por 2 a 0, no estádio Moisés Lucarelli. Após este triunfo, a diretoria chegou a propor uma gratificação para o técnico caso chegasse entre os três primeiros colocados do Brasileirão.O técnico foi contratado no dia 23 de março para substituir Giba. No Brasileiro somou 18 pontos, com cinco vitórias, três empates e sete derrotas. O ataque marcou 24 gols, mas a defesa sofreu também 24 gols, portanto, com saldo zero. "Esta não era a campanha que a diretoria esperava para um time que dispõe de jogadores de alto nível, paga em dia os salários e oferece toda retaguarda possível", disse o gerente Neto, justificando a mudança.Na semana passada, porém, tudo mudou após a goleada sofrida para o Fluminense, por 5 a 2, no Maracanã. A gota d´água foi a derrota para o São Paulo, por 1 a 0, domingo, no Brinco de Ouro. Pesaram também as derrotas para o Santos, por 2 a 1, em casa, e para o Coritiba, por 3 a 2, em Curitiba. Ainda na semana passada, o técnico confirmou à própria diretoria ter recebido uma proposta para dirigir um time no Catar a partir de agosto. Ele tinha se mostrado disposto a aceitar o convite, uma vez que receberia muito mais do que os R$ 35 mil que ganha atualmente no Guarani.Pepe foi convocado à tarde pelo gerente de futebol Neto Ferreira para comparecer ao clube. Ele chegou às 18h20, dez minutos antes do combinado, mostrando-se surpreso pela situação: "Ainda não sei o que será tratado, mas vamos conversar com os homens", afirmou.Junto com o técnico deixa o clube o auxiliar, Alexandre Macia, o Pepinho, filho do técnico. Permanecem o fisicultor Lino Fachini Junior e o assistente técnico Jair Squarizi. A reunião começou na hora marcada e terminou 40 minutos depois, quando a mudança foi oficializada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.