Guarani contra vantagem do Santa Cruz

Uma noite de rara inspiração, principalmente dos atacantes, pode ser a saída para o Guarani garantir sua vaga na terceira fase da Copa do Brasil. Mas o desafio é muito grande, porque o time campineiro terá que reverter a vantagem do Santa Cruz , atual campeão pernambucano, que venceu em Recife, por 2 a 0. O jogo começa às 21h45, desta quarta-feira, no estádio Brinco de Ouro, em Campinas. O vencedor do confronto vai enfrentar o Cruzeiro. O momento vivido pelo Guarani é tão ruim que nem seus próprios jogadores parecem acreditar na possibilidade de mudar a desvantagem. Uma vitória por 3 a 0 dará a vaga, que será decidida nos pênaltis em caso de vitória por 2 a 0. Se o time pernambucano marcar um gol, então o Guarani terá que vencer por diferença de três gols, como 4 a 1 ou 5 a 2. Marcar gol, porém, não é uma especialidade dos bugrinos. O Bugre tem o pior ataque do Campeonato Paulista com apenas 17 gols, ou seja, a média de um gol a cada j ogo. Seus atacantes não balançam as redes há oito jogos e, talvez, por este motivo ainda esteja ameaçado pelo rebaixamento. Além disso, o técnico Jair Picerni sofre um processo de fritura por uma ala da diretoria, denominada Conselho Gestor. A idéia é substituí-lo para o Campeonato Brasileiro da Série B à fim de evitar seu alto salário, que a partir de maio seria de R$ 80 mil , R$ 15 mil a mais do que recebe atualmente. Como sua permanência deve se estender apenas após os últimos dois jogos do Paulistão, contra Marília e Palmeiras, não será surpresa se o técnico pedir as contas como já vem sinalizando. Com relação ao time, Picerni usou uma nova formação no coletivo realizado pela manhã no Brinco. Ele vai usar o esquema 3-5-2, aproveitando a força de marcação. E tentará ficar mais ofensivo com a entrada de Willian na vaga de Héverton, vetado pelo depart amento médico. "Ele (William) será quase um terceiro atacante", explicou o técnico. O volante Careca, com uma lesão muscular, também é desfalque, com o meia Tucho retornando após cumprir suspensão na derrota de 1 a 0 para o América, em Rio Preto. Enfim, não parece ser o time ideal para seguir adiante na competição.

Agencia Estado,

06 de abril de 2005 | 09h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.