Guarani demite Carlos Alberto Silva

O rebaixamento para a segunda divisão do Campeonato Paulista fez hoje a primeira vítima no Guarani. A diretoria anunciou, no começo da noite desta sexta-feira, a demissão de toda a comissão técnica. O técnico Carlos Alberto Silva, o fisicultor Moracy Santana e o preparador de goleiros Barbiroto estão fora do clube no segundo semestre, quando o Guarani vai disputar o campeonato brasileiro.Até o momento, a diretoria não confirmou o novo técnico, tanto que provisoriamente o comando ficará com Barbieri, ex-auxiliar técnico e homem de confiança do presidente José Luiz Lourencetti. O elenco está dispensado até a próxima segunda-feira quando haverá uma reunião para definir os jogadores que continuarão no Brinco de Ouro.Segundo o presidente bugrino, o clube não terá que pagar qualquer tipo de multa rescisória para os funcionários demitidos. Lourencetti garante que não existe a multa de R$ 1 milhão para o técnico Carlos Alberto, que ganhava R$ 80 mil mensais. O técnico está refugiado em Belo Horizonte (MG) desde segunda-feira, segundo ele, restabelecendo-se do desgaste emocional provocado pelo rebaixamento do time. A situação econômica do clube também é delicada. O Guarani está com salários atrasados e, nos próximos três meses, não tem de onde tirar, uma vez que o campeonato brasileiro começará no final de julho. Apesar das dificuldades, o presidente assegura que não vai deixar o cargo e que montará um grande time.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.