Guarani é absolvido por chuveiro jogado em campo

Objeto foi arremessado ao gramado na derrota para a Portuguesa em partida no Estádio do Canindé

AE, Agencia Estado

18 de agosto de 2009 | 21h52

Em um julgamento que durou poucos minutos, o Guarani foi absolvido, nesta terça-feira, pela Segunda Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio de Janeiro. O time de Campinas havia sido denunciado por um chuveiro supostamente arremessado em campo por sua torcida na derrota para a Portuguesa, no dia 28 de julho. O árbitro Heber Roberto Lopes relatou o fato na súmula.  

 

Veja também:

Brasileirão Série B - tabela Classificação | lista Tabela

especialSÉRIE B - Leia mais sobre a competição

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O advogado Osvaldo Sestário, entretanto, não teve muito trabalho para persuadir os auditores, que absolveram o clube por unanimidade. A alegação foi de que o Guarani não poderia ser punido por não ser o mandante.

Com a decisão, o time não corre mais riscos de perder mando de campo e volta sua atenções para o Campeonato Brasileiro da Série B. Nesta sexta enfrenta o Juventude, em Caxias do Sul, pela 19.ª rodada, a última do primeiro turno. O Guarani é o terceiro colocado, com 34 pontos, e independentemente de seu resultado vai terminar no G-4 - o grupo de acesso.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BGuaraniSTJD

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.