Guarani e Ceará empatam por 1 a 1 em Campinas

O resultado deixou o time campineiro com 14 pontos, em oitavo lugar, e o Ceará em terceiro, com 19

AE, Agência Estado

22 de julho de 2010 | 23h14

Em jogo entre duas equipes de campanhas surpreendentes neste início de Campeonato Brasileiro, Guarani e Ceará empataram por 1 a 1 nesta quinta-feira à noite, no fechamento da 10.ª rodada, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas. O resultado deixou o time campineiro com 14 pontos, em oitavo lugar, e o Ceará em terceiro, com 19.

Veja também:

BRASILEIRÃO – tabela Classificação | lista Calendário / Resultados

BRASILEIRÃO 2010 – lista Mais notícias

Sem vencer desde a volta da parada para a Copa do Mundo, o Guarani iniciou com uma formação mais rápida - com Apodi na lateral-direita e Mario Lúcio no meio-campo - e partiu para o ataque. Pelo lado do Ceará, o treinador Estevam Soares montou o time com uma proposta clara: conter o Guarani e partir para o contra-ataque, aproveitando principalmente o lado esquerdo de seu ataque, nas costas de Apodi.

Depois de um começo movimentado, com lances de muita velocidade pelos dois lados, a partida esfriou. A queda de ritmo, assim, resultou em um grande número de faltas cometidas pelas duas equipes. E o primeiro tempo não teve muitas emoções da metade para o final.

Mas após o intervalo, o panorama mudou novamente. O Guarani criou duas chances, com Mazola e Mário Lúcio, mas quem abriu o placar foi o Ceará. Ernandes aproveitou falha de Apodi, que caiu na marcação, e chutou forte de pé direito, fazendo bonito gol.

O Guarani apostou então em Baiano, para explorar alguma jogada parada, e Geovane, para tentar empurrar o time ao ataque. Apesar do nervosismo, a equipe empatou aos 29 minutos. Baiano cobrou falta pelo lado esquerdo, o zagueiro Fabrício subiu e não alcançou, mas o goleiro Diego chegou atrasado, permitindo que Ricardo Xavier desviasse de cabeça para as redes. O empate estava decretado com festa para o aniversariante da noite: Xavier completou 32 anos.

Nos últimos minutos, o Guarani teve mais domínio em campo e esteve mais perto do segundo gol, enquanto o Ceará, sem força para o contra-ataque, segurou o empate até o final.

Os dois times voltam a campo no próximo domingo, às 18h30. Enquanto o Guarani enfrenta o Corinthians, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo, o Ceará recebe o Palmeiras em Fortaleza.

GUARANI 1 x 1 CEARÁ

Guarani - Douglas; Apodi (Rodrigo Heffner), Ailson, Fabão e Márcio Careca; Renan, Paulo Roberto, Preto (Geovane) e Mário Lúcio (Baiano); Mazola e Ricardo Xavier. Técnico - Vagner Mancini.

Ceará - Diego; Oziel (Erick Flores), Fabrício, Anderson e Ernandes; Michel, Careca, João Marcos e Geraldo (Toni); Misael e Washington (Wellington Amorim). Técnico - Estevam Soares.

Gols - Ernandes, aos 14, e Ricardo Xavier, aos 29 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Márcio Chagas da Silva-RS.

Cartões amarelos - Ricardo Xavier, Mazola, Fabão, Careca, Ernanes, Diego e Geraldo.

Renda - R$ 68.808,00.

Público - 4.585 pagantes.

Estádio - Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (São Paulo).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.