David Oliveira/ Guarani FC
David Oliveira/ Guarani FC

Guarani empata com o Oeste e volta a tropeçar em casa na Série B

Time campineiro abriu o placar em uma bela cobrança de falta de Lucas Crispim, mas acabou levando o empate

Redação, Estadao Conteudo

31 de agosto de 2020 | 22h33

O Guarani conheceu seu quarto tropeço consecutivo no estádio Brinco de Ouro na Série B do Campeonato Brasileiro, nesta segunda-feira. O time campineiro abriu o placar em uma bela cobrança de falta de Lucas Crispim, mas acabou levando o empate do Oeste, por 1 a 1, na abertura da sétima rodada.

Com o resultado, o Guarani ocupa a 15ª colocação, com quatro pontos, um na frente do Brasil de Pelotas, primeiro dentro da zona de rebaixamento. O Oeste, por sua vez, continua na vice-lanterna, com três, ainda sem vencer na competição.

A principal novidade do Guarani estava nas arquibancadas. O técnico Ricardo Catalá, que chegou para substituir Thiago Carpini, viu o empate de longe, mas não deixou de dar uma palavrinha com os jogadores antes e durante o intervalo. Além dele, o ex-palmeirense Alanzinho apareceu no banco de reservas. Pelo lado do Oeste, o foco era em Luan, ex-Palmeiras e Cruzeiro, que foi entrar na partida na etapa complementar.

Quando a bola rolou no primeiro tempo, o Oeste subiu a marcação e dificultou a saída de bola do Guarani. O time bugrino tentou sair jogando com calma, mas pouco fez para ameaçar o goleiro Luiz. A melhor chance aconteceu aos 30 minutos, quando Eduardo Person arriscou de longe e mandou rente à trave.

Apesar de dar pouco espaço para o adversário, o Oeste também não conseguiu criar, a exceção ficou em uma tentativa de Fabrício Oya, aos 39 minutos. O ex-corintiano chutou da entrada da área e exigiu grande defesa do goleiro Rafael Pin. De resto, o equilíbrio traduziu muito bem o que foi a etapa inicial entre os clubes do interior paulista.

No segundo tempo, o Guarani usou da bola parada para abrir o marcador. Aos 7 minutos, Lucas Crispim cobrou falta com perfeição e mandou no ângulo. Após o gol, Renan Freitas fez logo três substituições de uma vez e colocou o Oeste no ataque, incluindo o atleta Luan.

E foi dele a primeira chance do Oeste, em um chute que bateu em Wálber e foi pela linha de fundo. O gol, porém, só veio aos 29 minutos. Mazinho cobrou escanteio na cabeça de Sidimar, que subiu sozinho para fazer 1 a 1, se aproveitando da principal fraqueza da equipe bugrina nesta Série B.

Nos minutos finais, o Oeste se fechou e chamou o Guarani para o seu campo de defesa. O time campineiro pressionou, mas não conseguiu transformar a superioridade em gol e acabou tropeçando novamente no Brinco.

Na próxima rodada, o Oeste enfrenta o Juventude no sábado, às 11h, na Arena Barueri, em Barueri (SP). No mesmo dia, às 19h, o Guarani visita o Operário no Germano Kruger, em Ponta Grossa (PR).

FICHA TÉCNICA:

GUARANI 1 x 1 OESTE

GUARANI - Rafael Pin; Cristovam, Wálber, Didi e Bidu; Deivid, Eduardo Person (João Paulo) e Lucas Crispim; Giovanny (Bruno Silva), Júnior Todinho (Alemão) e Waguininho (Bruno Sávio). Técnico: Ben-Hur (interino).

OESTE - Luiz; Éder Sciola (Bruno Alves), Matheus Dantas, Caetano (Sidimar) e Gustavo Salomão); Lídio, Betinho, Matheus Rocha e Fabrício Oya (Mazinho); Marlon (Luan) e Bruno Lopes. Técnico: Renan Freitas.

GOLS - Lucas Crispim, aos 7, e Sidimar, aos 29 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Salim Fende Chavez (SP).

CARTÕES AMARELOS - Lucas Crispim (Guarani); Betinho, Gustavo Salomão e Matheus Rocha (Oeste).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).G

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.