Rafael Fernandes/Guaranipress
Rafael Fernandes/Guaranipress

Guarani empata com Vila Nova na estreia de técnico e segue longe do G4 da Série B

Partida é marcada pela estreia do técnico Marcelo Cabo e do atacante Paulinho

Estadao Conteudo

04 de setembro de 2017 | 22h15

Na estreia do técnico Marcelo Cabo e do atacante Paulinho, ex-Flamengo e Santos, o Guarani voltou a tropeçar no Campeonato Brasileiro da Série B. Nesta segunda-feira, na abertura da 23.ª rodada, empatou sem gols diante do Vila Nova, em pleno estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).

O resultado deixou o Vila Nova ainda na terceira colocação com 39 pontos, mas podendo perder a posição para o Ceará, que tem 37. Já o Guarani sobe provisoriamente para a sétima colocação com 32, ainda longe do G4 - a zona de acesso.

Leia Também

TABELA - Série B

O Vila Nova foi até Campinas para se defender. E o fez com competência. O time goiano se fechou por completo e não conseguiu encaixar um contra-ataque para ameaçar a equipe do Guarani, que só conseguiu criar em chutes de fora da área com Paulinho e Bruno Nazário, este em cobrança de falta, quando o goleiro Luis Carlos tirou do ângulo.

Com pouca criatividade no meio de campo, o Guarani não encontrou espaços no sistema defensivo do Vila Nova e deixou o jogo truncado. O destaque ficou por conta da presença do delegado da partida José de Assis Aragão. Na final do Brasileirão de 1986, ele era o árbitro e não deu um pênalti em cima de João Paulo, o que não foi esquecido até hoje pelos torcedores do clube campineiro. O São Paulo acabou sendo campeão na cobrança de pênaltis.

O segundo tempo começou mais movimentado e o Guarani assustou logo aos seis minutos. Paulinho recebeu da esquerda e deu de calcanhar para Rafael Silva, que mandou por cima do gol. A resposta veio na sequência. Alípio tabelou com Alan Mineiro e chutou. A bola desviou e por muito pouco não enganou o goleiro Vagner.

O jogo foi caindo de produção com o passar do tempo. Marcelo Cabo tentou mudar e fez as três alterações, mas o Guarani ficou desorganizado em campo e não conseguiu pressionar o Vila Nova, que diminuía os espaços para assegurar o 0 a 0 no placar. O time campineiro, então, tentou na bola parada, mas sem sucesso.

Na próxima rodada, a 24.ª, o Guarani enfrenta o Boa na próxima terça-feira, às 19h15, no estádio Dilzon Melo, em Varginha (MG). Já o Vila Nova só entra em campo contra o Luverdense no próximo dia 16 (sábado), às 16h30, no estádio Serra Dourada, em Goiânia.

FICHA TÉCNICA

GUARANI 0 x 0 VILA NOVA

GUARANI - Vagner; Lenon, Ewerton Páscoa, Willian Rocha e Richarlyson; Betinho (Denner), Evandro, Paulinho e Bruno Nazário; Rafael Silva (Juninho) e Bruno Mendes (Eliandro). Técnico: Marcelo Cabo.

VILA NOVA - Luis Carlos; Maguinho, Alemão, Wesley Matos e Gastón Filgueira; PH, Geovane, Alan Mineiro (Marcelinho) e Alípio; Mateus Anderson (Claudinei) e Moisés (Jenison). Técnico: Hemerson Maria.

CARTÕES AMARELOS - Paulinho e Rafael Silva (Guarani); Gastón Filgueira, Wesley Matos e Maguinho (Vila Nova).

ÁRBITRO - Dyorgines José Padovani de Andrade (ES).

RENDA - R$ 48.060,00.

PÚBLICO - 3.207 pagantes.

LOCAL - Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.