Guarani faz acordo com volante Émerson

Os advogados do Guarani conseguiram fechar, nesta segunda-feira, um acordo com o volante Émerson, que entrou na Justiça do Trabalho para conseguir sua liberação por salários, prêmios e Fundo de Garantia atrasados. As duas partes realizaram um acordo, com o clube aceitando liberar o atestado liberatório do atleta, que tinha contrato por mais dois anos. Por outro lado, o presidente José Luis Lourencetti, numa cerimônia simples, foi reeleito por mais quatro anos de mandato. Ele vai dirigir os destinos do clube até dezembro de 2007. O dirigente assumiu o cargo em 1999, após a renúncia do presidente Luiz Roberto Zini.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.