Guarani ganha e enfim sai da lanterna

Um primeiro tempo de luxo foi suficiente para Sandro Hiroshi desmontar o Internacional em pleno Beira-Rio. O atacante marcou o primeiro gol, deu o passe para Luiz Fernando fazer o segundo e só não marcou mais um, de bicicleta, porque o goleiro André conseguiu defender a bola no ângulo. A vitória por 3 a 1 tirou o time de Campinas da lanterna do campeonato brasileiro, deixando-o na 23.ª posição, com 38 pontos, à frente do Grêmio, que tem 35 pontos.A torcida do Internacional chegou a aplaudir o primeiro gol do Guarani porque sabia que a derrota do seu time faria o rival Grêmio cair para a lanterna e ficar ainda mais próximo do rebaixamento. Mas mudou de idéia ao perceber que o Internacional estava displicente, não conseguia acertar a marcação, era envolvido com facilidade e poderia sofrer uma goleada. No segundo gol do adversário, preferiu vaiar seu time.O Internacional só assustou o Guarani no início do jogo. Rafael Sobis cruzou para Fernandão cabecear a bola perto da trave. Mas Sandro Hiroshi foi mais eficaz na resposta. Aos 14 minutos ele entrou na defesa do Internacional a dribles e bateu cruzado na saída de André para fazer 1 a 0. Aos 28 minutos, o atacante alcançou uma bola que Simão não havia dominado e passou para Luiz Fernando marcar.Para reverter a situação, o técnico do Internacional, Muricy Ramalho, substituiu o zagueiro Sangaletti pelo atacante Rodrigo Paulista no intervalo. Mas o time gaúcho nem teve tempo de esboçar uma reação. Aos dois minutos do segundo tempo, Viola cruzou a bola para Careca chutar rasteiro e marcar o terceiro gol do Guarani. Com a vantagem, o Guarani recuou o time e passou a reter a bola.O Internacional passou a pressionar e conseguiu descontar aos 24 minutos, num chute de Rafael Sobis que o atacante Diego conseguiu desviar para a rede antecipando-se a um zagueiro do Guarani. O técnico Jair Picerni tirou o meia Luiz Fernando e colocou o zagueiro Carlinhos para reforçar a defesa. Aos 36 minutos, Fernandão mandou uma bola na trave. Aos 46 minutos o goleiro Jean defendeu uma bomba de Rafael Sobis. Apesar de frustrada com a derrota, a torcida do Internacional saiu do estádio cantando "adeus, Grêmio" enquanto os jogadores do Guarani, que não tinham nada com a disputa particular dos gaúchos, festejavam o resultado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.