Guarani lamenta a saída de Wágner

Presente em todas as 57 partidas do Guarani neste ano, o atacante Wágner acertou sua transferência para o Atlético-MG. A decisão não agradou a diretoria do clube de Campinas, que esperava contar com ele na próxima temporada.Mesmo com uma política de contenção de despesas, o Guarani chegou a prometer a manutenção do salário de Wágner, que girava em torno de R$ 18 mil - afinal, ele foi o artilheiro do time no Brasileiro, com 15 gols. "Lamentamos, porque ele tinha dado a palavra de que ficaria conosco", afirmou o vice-presidente do clube paulista, Antônio Carlos Secacci.Dos jogadores mais experientes, o Guarani só acertou a renovação do goleiro Jean. A diretoria promete contratar, nos próximos dias, um zagueiro, um lateral-direito, dois meias e um centroavante.O lateral Chiquinho, do Fortaleza, e os meias Igor, do Flamengo, Adriano, do Náutico, e Preto, do Bahia, são os principais nomes na lista de reforços do técnico Barbieri. Por enquanto, só foi confirmada a chegada do lateral Júnior, do Oeste de Itápolis-SP. Ele tem 23 anos e fez um contrato experimental de apenas três meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.