Guarani leva susto, mas vence Bahia e segue em terceiro

O Guarani vai se especializando em ganhar jogos de forma dramática. Neste sábado à tarde, o time paulista venceu o Bahia por 2 a 1, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas, pela 18.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, num jogo eletrizante e que fez jus ao duelo entre dois campeões brasileiros.

AE, Agencia Estado

15 de agosto de 2009 | 18h51

A vitória manteve o Guarani na terceira colocação, com 34 pontos, e garante o clube no G-4, grupo de acesso, ao final do primeiro turno. O Bahia, por sua vez, alcançou o quinto jogo sem vitória e segue ameaçado pelo rebaixamento.

Com 21 pontos, o time baiano é o 16.° colocado. Com este resultado, o Guarani mantém o tabu de jamais ter perdido para o Bahia em Campinas. Em 19 confrontos, venceu 12 e empatou sete, tendo marcado 32 gols e levado 13.

O time campineiro abriu o placar aos 35 minutos, num pênalti sofrido e cobrado por Ricardo Xavier, com direito a paradinha. No começo do segundo tempo, o Guarani ampliou com Fabinho, aos 3 minutos. O atacante cobrou falta pela esquerda, Bruno Aguiar

ameaçou desviar e enganou o goleiro Marcelo, que nem se mexeu.

Logo depois o Bahia descontou. Márcio Alemão deu bobeira e perdeu para Juninho. O atacante invadiu a área e tocou para Nádson diminuir aos oito minutos. Depois, o Guarani ainda teve outro pênalti a seu favor, mas Ricardo Xavier mandou no travessão.

Alguns minutos depois, o time campineiro perdeu dois jogadores expulsos, Ricardo Xavier e Adriano Gabiru, e precisou se fechar na defesa para segurar a vitória na base da raça.

O Guarani volta a campo pela última rodada do primeiro turno no próximo sábado, contra o ameaçado Juventude, às 16h10, em Caxias do Sul. O Bahia, por sua vez, enfrenta o líder Atlético-GO, nesta terça-feira, às 21 horas, em Salvador.

FICHA TÉCNICA:

Guarani 2 x 1 Bahia

Guarani - Douglas; Maranhão, Bruno Aguiar, Márcio Alemão e Eduardo (Andrezinho); Luciano Santos, Glauber, Walter Minhoca (Nunes) e Fabinho; Caíque (Adriano Gabiru) e Ricardo Xavier. Técnico - Osvaldo Alvarez.

Bahia - Marcelo; Bebeto, Nen, Vinícius e Rubens Cardoso; Leandro, Elton, Paulo Isidoro Juliano) e Juninho (Beto); Jael (Lima) e Nadson. Técnico - Sérgio Guedes.

Gols - Ricardo Xavier (pênalti), aos 35 minutos do primeiro tempo; Fabinho, aos 3, e Nádson, aos 8 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Francisco de Assis Almeida Filho (CE).

Cartões amarelos - Vinícius, Leandro, Lima, Nen, Bruno Aguiar, Eduardo, Douglas e Luciano Santos.

Cartões vermelhos - Adriano Gabiru, Ricardo Xavier e Leandro.

Renda - R$ 78.136,00.

Público - 6.246 pagantes.

Local - Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.