Guarani muda para voltar a vencer

Na lanterna do Campeonato Brasileiro, o técnico Lori Sandri resolveu fazer grandes mudanças no Guarani para a partida contra o Vasco da Gama, domingo, às 16 horas, no estádio Brinco de Ouro. Após o coletivo desta sexta-feira à tarde, o treinador confirmou várias alterações visando, segundo ele, "dar um ânimo diferente ao grupo".O time usará o esquema 3-5-2, mais apropriado para quem joga em casa e precisa da vitória. Assim Lori Sandri deixa de lado, por enquanto, o esquema defensivo 3-6-1 que funcionou relativamente bem nos quatro empates obtidos antes da derrota para o São Cae tano, por 3 a 0, quarta-feira, no ABC.O lateral-direito Dida, após cumprir suspensão, volta no lugar do volante Serginho, que atuou improvisado. Ainda na defesa, o zagueiro Juninho, recuperado de contusão, entra na vaga de Nenê. Na lateral-esquerdo, o recém-contratado Émerson, de apenas 18 a nos, entra no lugar de Adílio. No meio-campo, outra estréia: o volante Douglas, que entra no lugar de Roberto e dividirá a responsabilidade de marcação com Careca.Outra mudança esperada é a entrada do atacante Valdir Papel no lugar do meia Simão. Nos últimos jogos, a responsabilidade no ataque estava totalmente nas costas de Sandro Hiroshi. O elenco continua sem contar com o meia Luiz Fernando, machucado, e com o zagueiro Marcelão, que sofreu uma lesão grave no joelho e terá que passar por cirurgia, com retorno previsto somente para o próximo ano.O Guarani é o último colocado na competição com apenas 23 pontos e o técnico tem uma explicação para promover tantas mudanças: "Não podemos perder tempo e precisamos achar uma formação ideal o mais rápido possível", disse o treinador, que venceu apenas um jogo (1 a 0 sobre o Palmeiras) desde que foi contratado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.