Guarani não terá reforços na estréia

O Guarani investiu na contratação de oito reforços para a disputa do Campeonato Brasileiro. No entanto, nenhum deles poderá enfrentar o Coritiba, dia 22, na estréia do time na competição. Tudo porque a documentação dos atletas ainda não foi regularizada. Para piorar, o lateral-esquerdo Patrick sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda e está vetado pelo departamento médico.Até agora, o clube contratou o meia Luiz Fernando, do América-SP, o volante Careca, ex-Corinthians, o lateral-esquerdo Nil, ex-Friburguense, o lateral-direito Mansilla, do Central Español (Uruguai), o volante Marcos Alexandre, do União Barbarense, e o zagueiro Sebastian, que jogou pelo Alianza Lima (Peru), além de dois ex-jogadores do São Paulo: o atacante Sandro Hiroshi, que se recupera de uma cirurgia, e o meia Harison, que estava no Japão.Os uruguaios Mansilla e Sebastian estão com a situação ainda mais complicada. Eles não têm a autorização para trabalhar no Brasil e até já existe ameaça das contratações serem canceladas. Outro problema é o atacante Viola, que negocia sua permanência no clube.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.