Guarani paga dívidas com dinheiro de Alex

A venda do meia Alex, do Guarani, para o Internacional-RS, oficializada ontem, continua provocando reações negativas no estádio Brinco de Ouro da Princesa. A preocupação é com relação ao futuro do time dentro do Campeonato Brasileiro, uma vez que o elenco formado no início da temporada decepcionou dentro do Campeonato Paulista. Considerado o melhor jogador do time no momento, Alex foi vendido por R$ 800 mil. Segundo a diretoria, o dinheiro será utilizado para amortizar vários débitos do clube. O vice-presidente, Antônio Carlos Seccacci, voltou a ressaltar a necessidade premente de se fazer dinheiro em transações. "Este expediente não é exclusividade nossa. Todo mundo faz: o Corinthians, o São Paulo, o Grêmio...". Ainda continua no ar o real valor da transação. Parte da imprensa gaúcha divulgou como R$ 1 milhão e também surgiram comentários de que poderia ser de até R$ 1,5 milhão. De qualquer forma, o clube só tem direito a 60% deste valor. O restante pertence ao jogador e um grupo de empresários. Além disso, o Guarani ainda pode enfrentar problemas. A direção do Pirassununguense estuda uma ação contra o clube para receber 10% do valor, uma vez que ambos tinham uma parceria firmada até 2006 e que ainda não foi desfeita juridicamente. Alex defendeu o Clube Atlético Pirassununguense em 2001 pelo Campeonato Paulista da Série B3 - equivalente à sexta divisão.>b> Problemas - O volante Sidney foi encaminhado para exames cardiológicos nesta quinta-feira, uma vez que ele deu um grande susto ao reclamar de fortes dores no tórax. Na terça-feira ele desmaiou no treinamento. Em princípio, acreditava-se ser apenas efeitos de uma forte gripe que o acometeu desde a semana passada. Os médicos, porém, preferiram encaminhá-lo para que todos os exames sejam feitos antes de que ele retorne ao ritmo normal de treinamentos. Também nos próximos dias, o departamento médico, deve definir o futuro do meia Simão, que ainda sente dores no pé esquerdo. Vários exames estão sendo feitos e ele deve mesmo passar por uma cirurgia. Joel Santana deixou para definir o time nesta sexta-feira após o coletivo da tarde. A idéia é fazer experiências diante do Santo André, uma vez que o Guarani já está eliminado dentro do Grupo 2, com apenas oito pontos. A prioridade passou a ser os dois jogos contra o América Mineiro, dias 17 e 24 de março, pela Copa do Brasil. O primeiro confronto será disputado em Belo Horizonte.

Agencia Estado,

11 de março de 2004 | 18h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.