Guarani pensa em reforçar a defesa

Há seis rodadas na lanterna do Campeonato Brasileiro e cada vez mais desesperado para sair da zona do rebaixamento, o Guarani tenta segurar o vice-líder Santos no jogo deste sábado à noite, em Campinas. O técnico Agnaldo Liz não tem dúvida em apontar o visitante como favorito, mas promete um time guerreiro para buscar os três pontos."Tenho que reconhecer que eles são favoritos. Eles têm o cachorro maior, mas podemos ter o cachorro mais rápido", comparou o técnico do Guarani, que vê alguns pontos fracos do time santista. "Os dois laterais, tanto o Paulo César como o Léo, são muito bons no ataque , mas ficam devendo um pouco na marcação."Na verdade, Agnaldo Liz está mais preocupado em anular os principais astros do Santos, como os meias Ricardinho e Elano, além dos atacantes Deivid e Robinho. "É uma verdadeira seleção, então precisamos nos superar, mas sempre acreditando que podemos vencer", afirmou o treinador, que deixou uma dúvida na escalação. Como Valdir Papel está machucado, Evandro Roncatto seria o substituto natural de Viola, artilheiro com nove gols e suspenso com três cartões amarelos. Mas a vaga pode ser ocupada pelo volante Marcos Paulo, ex-Cruzeiro e que veio há duas semanas do futebol de Israel. Ele reforçaria o setor de meio-de-campo ao lado dos outros dois volantes titulares, Careca e Roberto. Neste caso, o meia Aílton seria adiantado para encostar em Sandro Hiroshi.O Guarani não perde há quatro jogos, com uma vitória e três empates, somando 31 pontos. Mas isso ainda não motivou sua torcida, assustada com a possibilidade de rebaixamento. Por isso mesmo, a expectativa é de que um grande número de santistas compareça ao jogo - a diretoria do clube de Campinas já liberou 15 mil ingressos para os visitantes, reservando apenas 11 mil para os torcedores locais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.