Guarani perde para Oeste e segue em situação difícil

A fase ruim do Guarani no Campeonato Paulista parece não ter fim. No confronto com Luciano Dias, o ex-técnico levou a melhor e deixou o time campineiro em situação ainda mais delicada na luta contra o rebaixamento. Apático e desorganizado, o Guarani não soube usufruir do fator casa e, em pleno Brinco de Ouro da Princesa, perdeu por 2 a 0 para o Oeste, neste domingo, pela 14.ª rodada do Estadual.

AE, Agencia Estado

15 de março de 2009 | 20h34

A derrota manteve o Guarani na zona do rebaixamento, com apenas 10 pontos, a quatro do Guaratinguetá, que é o primeiro time fora da zona de rebaixamento. Para piorar, ainda reabilitou um concorrente direto contra a degola. Além disso, o time campineiro não vence há 12 rodadas. O Oeste, que não ganhava há sete jogos, chegou aos 15 pontos, na 13.ª colocação.

Depois de um primeiro tempo ruim, o Guarani teve uma pequena evolução na etapa final, mas, novamente, esbarrou na ineficiência das conclusões. O resultado também marcou o primeiro triunfo da equipe de Itápolis sob o comando de Luciano Dias, que foi demitido do Guarani na nona rodada do Paulistão.

A vitória do Oeste começou a ser desenhada aos 14 minutos do primeiro tempo. Após falha defensiva, o lateral-direito Dede não perdoou. Ele cortou o meia Bruno e bateu de esquerda na saída do goleiro Douglas. Aos 38 minutos, Mazinho fez boa jogada individual pela esquerda e cruzou na cabeça de Caíque. Sozinho, o atacante testou firme, sem chances para Douglas.

No segundo tempo, o Guarani não soube tirar proveito da vantagem de ter um jogador a mais em campo, com a expulsão do atacante Leandro Love, do Oeste. O time campineiro tem mais um confronto direto na próxima rodada. No sábado, pega o Mogi Mirim, fora de casa. O Oeste também encara um rival na luta contra o rebaixamento. Também no sábado, enfrenta o Marília, fora de casa.

Ficha Técnica:

Guarani 0 x 2 Oeste

Guarani - Douglas; Plínio, Maurício (Felipe Piovesan) e Valter; Maranhão, Rafael Fefo (Andrezinho), Claudiney Rincón, Bruno e João Paulo; Henrique e Fernando Gaúcho (Cléverson). Técnico - Guilherme Macuglia.

Oeste - Weverton; Dede (Athos), Adriano, Dezinho e Ademar; Glaydson, Dionísio, Mazinho e Vânder (Leandro Melo); Leandro Love e Caíque (Bruninho). Técnico - Luciano Dias.

Gols Dede, aos 14 e Caíque, aos 38 minutos do 1.º tempo.

Cartões amarelos - Rafael Fefo, Claudiney Rincón, Henrique, João Paulo e Plínio (Guarani) Leandro Love e Ademar (Oeste).

Cartão vermelho - Leandro Love (Oeste)

Árbitro - Guilherme Cereta de Lima

Renda - R$ 22.335,00

Público - 2.617 pagantes

Local - Estádio Brinco de Ouro, em Campinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.