Guarani precisa vencer 7 de 11 jogos

Para fugir da lanterna do Campeonato Brasileiro e evitar o rebaixamento para a Série B o Guarani precisa vencer sete dos 11 jogos que ainda vai disputar. Por isso, o técnico Jair Picerni aproveitou os últimos dias para deixar esta situação bem clara na cabeça de seus jogadores. Tanto que o time promete ser todo ofensivo diante do Cruzeiro, domingo à tarde, no estádio Brinco de Ouro.Para Jair Picerni, "tudo é normal, porque meus times sempre entraram em campo para vencer". Agora, no entanto, só mesmo as vitórias interessam para tentar o milagre de salvar o time do descenso. "Nós precisamos vencer o jogo, mesmo se for de 1 a 0, com um gol na prorrogação e impedido", diz o atacante Viola, artilheiro do time com nove gols.Se depender de retrospecto do técnico, o Guarani não se dará bem. Na sua última passagem pelo clube, no Brasileiro de 2002, Picerni conseguiu apenas 35% dos pontos disputados. Agora precisa atingir o índice de 65% de aproveitamento, média mantida apenas pelo líder Atlético-PR. Curiosamente, a comissão técnica ganhou um reforço: Jair Squarizzi atuará como novo auxiliar técnico, dividindo funções com Fred Smania.Os jogadores encerraram à tarde a intertemporada na estância hidromineral de Serra Negra (SP), com um novo coletivo. Picerni voltou a demonstrar sua disposição de atuar com apenas um volante e três meias. O time, porém, pode ainda sofrer uma mudança de ú ltima hora: a entrada de João Leonardo. Ele vai treinar com o time após 10 dias servindo a seleção brasileira Sub-20. Como é o atual titular, pode ganhar a vaga de Juninho e Gláuber que treinaram durante a semana no meio da defesa.Com 31 pontos, o Guarani perdeu seus últimos dois jogos, para o Santos (1 a 0) e Atlético-MG (3 a 2). Depois de enfrentar o Cruzeiro, o time campineiro vai se preparar para o dérbi, contra a Ponte Preta, dia 24 de outubro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.