Guarani preocupado com as bolas aéreas

O Guarani recebe o América-MG, nesta quarta-feira, às 20h30, no estádio Brinco de Ouro, precisando apenas de um 0 a 0 para ficar com uma vaga na terceira fase da Copa do Brasil. Na primeira partida, semana passada, em Belo Horizonte, houve empate de 1 a 1.Para o técnico Joel Santana, o time do Guarani está em ascensão, mas ele pede atenção com a principal arma do América. "Treinamos forte para que as bolas aéreas sejam evitadas. Tomamos um gol assim na última partida e agora vamos nos posicionar melhor. A equipe tem chances de fazer uma boa apresentação e seguir em frente na competição", afirmou.O time, armado no esquema 3-5-2, está praticamente definido. A única dúvida era o atacante Viola, que teve um problema na unha do pé direito. Apesar da inflamação, ele fez tratamento, treinou na tarde desta terça-feira e deve jogar. O meio-de-campo titular será modificado: Reinaldo entra no lugar do volante Loscri, que está suspenso.Esta partida marca a volta ao Brinco de Ouro do técnico Carlos Alberto Silva, agora dirigindo o time mineiro e já classificado para as semifinais do estadual. Ele teve várias passagens pelo Guarani, vivendo momentos antagônicos.Considerado um ídolo da torcida, Carlos Alberto Silva era o treinador na conquista do Campeonato Brasileiro de 1978, a maior glória do clube. Mas em 2001, um momento de tristeza. Sem investimentos por parte da diretoria, ele não conseguiu evitar o rebaixamento para a Série A2 do Campeonato Paulista - por causa da formação da Liga Rio-São Paulo, o Guarani permaneceu na primeira divisão.

Agencia Estado,

23 de março de 2004 | 17h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.