Guarani promete brigar por Jonas

A diretoria do Guarani promete lutar, tanto na Justiça Desportiva como na Justiça Comum, para manter em seu elenco o meia-atacante Jonas, anunciado como reforço do Santos para a temporada 2006. Sem acordo entre as partes, o clube registrou um contrato assinado pelo jogador e espera sua apresentação, segunda-feira, em Campinas. Mas, ao mesmo tempo, ele é esperado na Vila Belmiro, segundo o preparador físico Antônio Mello, do Santos, que confirmou ter passado orientações para os treinamentos do atacante, de 21 anos, que marcou 12 gols pelo time campineiro no Campeonato Brasileiro da Série B. O caso é complexo. Em meados do ano, Jonas tinha assinado um "contrato de gaveta" até o final de 2006, mas após seu sucesso na Série B o Guarani queria fazer um novo vínculo com o jogador com duração de três anos. Em dezembro, sem acordo, o clube registrou o contrato que tinha em mãos, enquanto os procuradores do atleta alegam até falsificação de assinatura. Mesmo desgastado com a situação, o presidente José Luiz Lourencetti, garante: "Se o Jonas não jogar pelo Guarani não defenderá nenhum outro clube em 2006".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.