Guarani promete pagar atrasados

Os jogadores do Guarani tiveram, finalmente, uma boa notícia nesta terça-feira: o presidente do clube, José Luís Lourencetti, prometeu quitar parte das dívidas referentes a salários dos jogadores nos próximos dias. "Até quinta-feira no máximo, estaremos quitando parte dos salários atrasados. Este dinheiro vem de empréstimos de empresários que estão ajudando o clube", justificou o dirigente. Mas Lourencetti foi desmentido pelos jogadores, que disseram que o clube deve quatro meses de salários. "Estamos há quatro meses sem receber salários. Isto preocupa porque temos família. Espero que eles paguem logo, antes de eu sair", disse o lateral Jorge Luís, que foi dispensado, junto com Marcelo Sousa, Márcio Rocha, Henrique e André Gomes. O dirigente afirmou que os jogadores estão mentindo. "Eles são mentirosos. Estamos devendo dois meses de salários atrasados e estamos indo para o terceiro no próximo dia 10", completa Lourencetti, que não esperava um clima tão ruim após anunciar a contratação do técnico Hélio dos Anjos, ex-Juventude-RS, que se apresenta nesta quarta-feira, no Brinco de Ouro. Quanto aos reforços para o Campeonato Brasileiro, o novo gerente de futebol, Túlio Cunha Lima, garantiu que serão contratados de três a cinco jogadores, mas não prometeu grandes investimentos. "Iremos contratar alguns jogadores, só que a nossa base será formada por juniores e atletas vindos do Pirassununguense", que disputa a Série B-3 do Campeonato Paulista e tem um sistema de parceria com o Guarani. O time de Campinas não esconde a preocupação porque neste ano caem quatro times no Brasileiro e se não se reforçar o elenco pode repetir a façanha do Campeonato Paulista, onde foi rebaixado para a segunda divisão.

Agencia Estado,

05 de junho de 2001 | 17h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.