Guarani reage aos gritos de Ferreira

O Guarani vai reagir no Campeonato Brasileiro da Série B sob a batuta do elétrico técnico Luiz Carlos Ferreira. Esta é a expectativa de dirigentes e jogadores, que ficaram entusiasmados com a energia passada pelo técnico na vitória sobre o Náutico, na última terça-feira, no Brinco de Ouro. "Não mudei nada, apenas pedi para meu time jogar bola", justificou Ferreira. Mas, para os jogadores, a mensagem foi um pouco diferente. Não só nas palavras, mas também no tom de voz. "Ele disse que cada um estava tentando resolver sozinho. Um comia paçoca, outro tomava Coca- Cola e outro comia pipoca", comentou o goleiro Jean, outra vez eleito o melhor em campo com grandes defesas. A vitória tirou o time campineiro, por enquanto, da lanterna. Com oito pontos, ainda ocupa a zona do rebaixamento, na 19ª posição. Mas o técnico assegura que o time vai melhorar e que chegarão alguns reforços "para somar forças com estes meninos, que têm qualidade". Ele próprio tem visto muitos jogos, como aconteceu nesta quarta-feira, indo para Bauru para assistir Noroeste e Mirassol, pela segunda fase da Série A-2 paulista. Após a vitória, os jogadores ganharam folga e se apresentam no Brinco de Ouro nesta sexta-feira. O time, porém, só volta a campo no dia 17, contra o Criciúma, em Santa Catarina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.