Guarani se refugia em Serra Negra

Sonhando em terminar o Campeonato Paulista entre os cinco primeiros colocados, o Guarani ensaia uma reação nas últimas oito rodadas. Uma das iniciativas da comissão técnica é o isolamento do time, por três dias, na estância hidromineral de Serra Negra, para onde a delegação segue nesta terça-feira cedo. O objetivo é "concentrar o grupo em nosso trabalho, tanto na parte física, como tática", defende o técnico Jair Picerni que continua falando pouco, mas já mostra mais entusiasmo com a evolução do time neste início de temporada. A sua maior preocupação é com as finalizações, porque o time marcou apenas 11 gols em 11 jogos, com média de um gol. "Temos criado quatro ou cinco chances por jogo, mas só fazemos uma. É muito pouco", conclui. A vitória de 1 a 0 sobre a Portuguesa Santista, domingo, é um exemplo. O time agora terá a semana toda para enfrentar o Atlético Sorocaba, domingo, no Brinco de Ouro, em Campinas. A única baixa será o lateral-esquerdo Adauto, que recebeu o terceiro cartão amarelo. O técnico já avisou que vai improvisar Mariano no setor, com a volta do lateral-direito Alemão, recuperado de contusão muscular. Com 16 pontos, o Guarani defende a 10ª posição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.