Dilvulgação/Guarani
Dilvulgação/Guarani

Guarani segura XV de Piracicaba e decide acesso à elite paulista em casa

Os dois times voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, às 20h30, no Brinco de Ouro, em Campinas

Estadão Conteúdo

31 de março de 2018 | 22h46

Nada de gols na primeira partida da semifinal do Campeonato Paulista da Série A2 entre XV de Piracicaba e Guarani, valendo o acesso à elite estadual. O time da casa buscou mais o ataque, no entanto, esbarrou na forte marcação dos campineiros e não saiu do 0 a 0, na noite deste sábado, no estádio Barão de Serra Negra.

+ Confira a tabela de classificação do Campeonato Paulista

+ Leia mais notícias sobre futebol

Com este resultado, o Guarani terá a chance de decidir o acesso em boas condições como mandante. Os dois times voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, às 20h30, no Brinco de Ouro, em Campinas. Quem vencer sobe ao Paulistão de 2019. Em caso de empate, a disputa vai aos pênaltis. O vencedor do duelo encara quem ganhar entre Oeste e São Bernardo na final da Série A2.

Mais de 11 mil torcedores viram esta semifinal, batendo o recorde da competição. Superou o público que viu o Guarani vencer o Penapolense por 4 a 2, em Campinas - 9.754 espectadores.

Apesar de bastante movimentado, o primeiro tempo foi marcado por poucas chances claras de gol. Jogando em casa, o XV de Piracicaba controlou mais a bola e quase marcou aos 11 minutos. O atacante Bruninho escapou pela direita, fintou o goleiro Bruno Brígido e bateu cruzado. O lateral Lenon, porém, estava atento e salvou quase em cima da linha.

O Guarani demorou a se encontrar em campo. Até porque os principais jogadores de criação, os meias Bruno Nazário, Rondinelly e Erik foram bem marcados. A melhor chance dos visitantes aconteceu aos 27 minutos. Rondinelly cobrou escanteio e o zagueiro Fernando Lombardi cabeceou para grande defesa do goleiro Samuel, que mandou para fora.

A segunda etapa teve dois momentos distintos. Primeiro, o XV tentou pressionar e acuar o adversário. Depois, o time sentiu o desgaste físico, diminuiu a intensidade e viu o Guarani equilibrar o jogo. Apesar disso, o gol não saiu.

Uma boa chance para os visitantes surgiu aos 34 minutos. O meia Erik recebeu cruzamento na área, sozinho, mas mandou de primeira por cima do gol. E o Guarani também quase abriu o placar aos 46 minutos, quando Denner arriscou de fora da área e acertou o travessão. Nesta altura, o XV já estava sem fôlego para ir ao ataque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.