Guarani teme mala preta em Caxias

O Guarani depende apenas de suas forças para garantir uma das oito vagas na próxima fase do Campeonato Brasileiro da Série B. Uma detalhe, porém, tira o sono de todos pelos lados do Brinco de Ouro: a mala preta que poderá a ser dada ao Caxias, adversário de sexta-feira, fora de casa, pela 20ª e penúltima rodada. O time gaúcho está rebaixado e muitos times que brigam com o Guarani por uma vaga poderão dar uma premiação extra para roubar um pontinho do time campineiro. "Isto existe no futebol. Mas o Guarani tem que passar por cima disso", afirma o técnico Luiz Carlos Ferreira, que vem constantemente mostrando seu otimismo na conquista da vaga. Esta confiança aumenta com o desmanche que o Caxias está sofrendo. Depois do rebaixamento confirmado, a diretoria do time gaúcho promete dispensar 10 jogadores. O Guarani está com 29 pontos e uma vitória o deixará bem perto do seu objetivo. Na última rodada, no dia 10 de setembro, o Guarani decidirá seu futuro contra o Avaí, em casa. Para o jogo contra o Caxias, Ferreira não poderá contar com os volantes Umberto e Marcos Paulo, suspensos com três cartões amarelos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.