Guarani tenta recuperar a confiança

O Guarani enfrenta o Atlético-PR, nesta quinta-feira, às 20h30, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, pela segunda fase da Copa do Brasil. Como não tem se apresentado bem nos últimos jogos pelo Campeonato Paulista da Sér ie A-1, onde corre risco de rebaixamento, o time quer recuperar a confiança e iniciar uma nova fase nesta temporada.Todo o grupo sabe que uma vitória sobre o time paranaense em casa pode, no mínimo, diminuir a pressão sofrida depois das quatro derrotas no Estadual. No último jogo, quando empatou sem gols com a Matonense e ainda perdeu o ponto extra nas disputas de pênaltis, o técnico Carlos Alberto Silva chegou a colocar seu cargo à disposição. A proposta, porém, foi ignorada pelos dirigentes, que confiam muito no trabalho do treinador.A melhor tática empregada nestes dias de tempos difíceis é o diálogo com os jogadores. Embora abatidos, todos sabem que a má fase pode acabar com uma simples vitória. "Fases difíceis são comuns no futebol. Isso não é privilégio do Guarani. Quem tem visto nossos jogos é testemunha do empenho e das oportunidades que estamos criando a cada jogo. Infelizmente as vitórias não estão acontecendo, mas o time tem demonstrado garra, disposição e vontade de vencer. Vamos continuar nesse ritmo, pois só com treinamento e tranqüilidade vamos conseguir superar as dificuldades. Tenho certeza que um resultado convincente contra o Atlético do Paraná vai trazer de volta a confiança aos nossos jogadores", afirmou Silva.O capitão Edu Dracena também entende que a má fase pode acabar nesta quinta-feira: "Tem que acabar. Nosso time já mostrou que tem potencial e não pode seguir com esses maus resultados. Respeitamos o Atlético, um time de altíssima qualidade, mas o Guarani joga em casa e tem que tomar as rédeas da partida desde o início. É entrar concentrado no jogo e aproveitar as oportunidades, pois uma vitória com dois ou três gols nos deixa em boa situação para a partida da volta", disse o zagueiro.O mistério também é uma arma utilizada por Carlos Alberto Silva para surpreender o adversário. Mesmo tendo comandado um treino tático na quarta-feira, o treinador já avisou que só vai anunciar a escalação da equipe que começa o jogo diante do Atlético-PR pouco antes da partida. As principais dúvidas do treinador estão no meio-campo, onde Martinez, Fumagalli, Renato, Luís Fernando e Lindomar disputam posições.O lateral-esquerdo Jorge Luís reclamou de dores no púbis e ainda vai passar por uma avaliação médica. Como é mais provável que não possa jogar, Silva terá de improvisar Martinez na posição.Longe da crise do time paulista, o Atlético-PR viajou para Campinas definido pelo técnico Flávio Lopes. Líder isolado do Estadual com 33 pontos, o Atlético não terá desfalques e ainda vai contar com o retorno do zagueiro Nem, que estava se recuperando de dores nas costas. No sábado, o time derrotou o Malutrom por 3 a 1, pelo Campeonato Paranaense, e o treinador vai usar os mesmos titulares que iniciaram esta partida no jogo desta noite. "Vamos nos preocupar com a marcação, porque o Guarani tem uma boa produção ofensiva e é preciso tomar cuidado", afirmou Lopes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.