Guarani terá Adinam na estréia

O Guarani ganhou nova motivação com a chegada do técnico Jair Picerni, que substituiu Zé Mário no começo da semana. Ele não perdeu tempo e mostrou personalidade ao mudar alguns jogadores que vinham sendo titulares com o ex-treinador. As principais mudanças são a entrada do goleiro Adinam e do volante Júnior. Os dois treinaram entre os titulares e devem enfrentar o Atlético-PR, domingo, no estádio Brinco de Ouro, na primeira rodada do Campeonato Brasileiro. E foi o lado psicológico que ganhou destaque nesta primeira semana de trabalho. "O importante é o grupo saber que todos são iguais e merecem o mesmo respeito. E os jogadores que estiverem em melhores condições técnicas vão jogar", explicou Picerni. Adinam, contratado junto ao Sport Recife e que já atuou com Picerni no União Barbarense, ganhou a disputa de Edervan e Cairo, que está contundido. O volante Júnior, que veio do Figueirense, superou Leandro Guerreiro, ex-Internacional, na disputa por um lugar no time. O técnico ainda tem uma dúvida na lateral direita, entre Marco Aurélio e Fabrício. Ainda sem um ?matador? para comandar o ataque, Sérgio Alves e Brenner vão atuar na frente. Os volantes recém-contratados Bruno Quadros, do São Caetano, e Otacílio, do Corinthians, só devem ficar à disposição do técnico para o segundo jogo do campeonato, contra o Figueirense, em Florianópolis. A diretoria continua prometendo a contratação de um atacante, que poderia ser Brandão, ex-São Caetano. Tudo dependeria do acordo que está praticamente fechado com um novo patrocinador de camisa. O atacante Rafael Silva, de 20 anos, que iria para a Grécia, acabou desistindo. Ele ficou alguns dias em Atenas e não se adaptou. Com isso, o clube de Campinas deixou de arrecadar US$ 150 mil pelo empréstimo ao Akratitos.

Agencia Estado,

09 Agosto 2002 | 18h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.