Guarani testa improvisações na defesa

Sem o zagueiro Andrei, praticamente vetado pelo departamento médico, o técnico Luiz Carlos Ferreira voltou a fazer experiências na defesa do Guarani para o jogo contra o Marília, sexta-feira à noite, no Estádio Brinco de Ouro, pela semifinal do Campeonato Brasileiro da Série B. O lateral-esquerdo Galego e o volante Umberto foram improvisados no coletivo desta quarta-feira.Ambos passaram a ser opções depois que o jovem Paulão, de 20 anos, decepcionou na sua estréia contra o Náutico - na derrota por 4 a 1, que acabou com a invencibilidade de 10 jogos do time campineiro em seu estádio. Se Galego for escolhido, Nelsinho ou Alemão podem entrar na lateral-esquerda. Do outro lado, na lateral-direita, é quase certo o aproveitamento de Mariano. A única mudança certa mesmo é a volta do atacante Wágner, ao lado de Jonas e Edmilson, restabelecendo o esquema 4-3-3 que vinha sendo o grande sucesso do time. Com este esquema, em Campinas, o Guarani somou oito vitórias, dois empates e uma derrota.Andrei ainda não se recuperou totalmente de uma lesão muscular na coxa direita. E também negocia com a diretoria a prorrogação por mais três meses de seu contrato, que vence dia 1.º de outubro. O time fará um recreativo nesta quinta-feira cedo e depois voltará à concentração, iniciada nesta noite. O objetivo é somar os primeiros pontos no Grupo B, onde é quarto e último colocado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.