Guarani vai à FPF e faz pressão para não ter erros de arbitragem na última rodada

Time campineiro precisa vencer o Batatais para garantir uma vaga nas semifinais e ainda brigar pelo acesso.

Estadao Conteudo

19 de abril de 2017 | 20h18

Em uma de suas últimas ações como presidente do Guarani, Horley Senna esteve nesta quarta-feira na sede da Federação Paulista de Futebol (FPF), em São Paulo, reunido com o presidente da entidade, Reinaldo Carneiro Bastos. Na visita, externou a sua preocupação em relação à arbitragem e apontou erros que teriam prejudicado o seu time no Campeonato Paulista da Série A2. O time campineiro, quarto colocado com 29 pontos, precisa vencer o Batatais, quinto com 28, fora de casa, neste domingo, para garantir uma vaga nas semifinais e ainda brigar pelo acesso.

"O presidente Reinaldo recebeu a mim de uma maneira muito cordial e atenciosa. O Guarani não quer nada que não seja lícito, legal e honesto", garantiu o dirigente, que também conversou com Dionísio Domingues, responsável pelo departamento de árbitros. "Fiquei tranquilo e confiante de que não haverá nada errado em Batatais", completou Horley Senna, que antes reclamou de prejuízos com arbitragem, pelo menos, nos jogos contra Mogi Mirim e XV de Piracicaba.

Este foi um dos último atos de Horley Senna como presidente. Ele deixa o cargo após o término da competição porque na última terça-feira foi aclamado o novo presidente do Conselho de Administração. É o advogado Palmeron Mendes Filho que vai cumprir um mandato de três anos, com fim em março de 2020.

A comissão técnica mudou a logística para o jogo pela última rodada da fase de classificação. A delegação vai seguir até Ribeirão Preto (SP) nesta sexta-feira, treinando no sábado no estádio Santa Cruz. No domingo, após o almoço, segue para a cidade de Batatais (SP).

A direção do Batatais estipulou os valores dos ingressos para este confronto. Os bilhetes para a torcida visitante, do Guarani, custam R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). O preço é mais baixo para a torcida local: R$ 40 e R$ 20. A expectativa é de mil torcedores campineiros no estádio.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolfutebolGuarani

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.