Guarani vence Corinthians de virada

O Guarani venceu o Corinthians de virada, por 2 a 1, neste domingo em Campinas, e complicou ainda mais a situação do adversário no Campeonato Paulista. Já são onze meses sem vencer fora da capital e o time do Parque São Jorge permanece no 14º lugar na tabela, com apenas 5 pontos ganhos em sete jogos. E com isso segue ameaçado da disputa de um jogo extra com o segundo melhor da Série A2 para evitar o rebaixamento em 2002. Já o Guarani somou 14 pontos e é um dos terceiros colocados.A derrota pode ser atribuída a uma estratégia errada do técnico Wanderley Luxemburgo, que na metade do segundo tempo, com o time vencendo por 1 a 0, trocou os atacantes Gil e Éwerthon pelo veterano Gallo, e Paulo Nunes, que não estava totalmente em forma. O treinador, em seguida, tirou ainda Pereira, autor do gol, e pôs Luciano, de 19 anos, que quase não tocou na bola.O Guarani tirou vantagem do recuo do adversário e partiu para a reação. Em seis minutos marcou os gols. O jogo até que foi equilibrado durante a maior parte. Aos 38 minutos, Pereira fez 1 a 0, após jogada de Gil pela esquerda, e uma puxada para trás de Éwerthon. A bola sobrou para Pereira, que, de voleio, com o pé direito, completou para o gol.O Corinthians poderia ter decidido a partida no segundo tempo. Mas aos 15 e aos 17 minutos, Gil e Éwerthon, respectivamente, desperdiçaram jogadas no ataque. Depois, aos 25 minutos, Gil sofreu pênalti, porém, os juízes não marcaram.O Guarani empatou aos 28 minutos, com Zé Carlos, após lançamento de Edu Dracena, que pegou a zaga adversária aberta. O Corinthians sentiu o empate, e já sem força para atacar cedeu espaço para o Guarani aumentar a pressão. Assim, aos 34 minutos, Marcinho vingou-se do Corinthians, que o havia dispensado no início da carreira, e marcou gol da virada do time campineiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.