Guarani vence e evita queda antecipada

O Guarani ganhou sobrevida no Campeonato Brasileiro ao vencer o Figueirense, por 2 a 1, de virada, neste sábado à tarde, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas (SP). A vitória deixou o time campineiro com 46 pontos, mas ainda na vice-lanterna e seriamente ameaçado pelo descenso para a Série B. O Figueirense, que luta por uma vaga na Copa Sul-Americana, fica com 60 pontos.Na penúltima rodada, o Guarani vai enfrentar o Paysandu, em Belém (PA), e depois recebe o Grêmio, em Campinas (SP). O Figueirense recebe o Juventude e encerra a temporada fora de casa contra o Corinthians, em São Paulo (SP).Precisando vencer a qualquer custo para continuar sonhando com sua permanência no Campeonato Brasileiro, o Guarani começou o jogo num ritmo alucinante. Antes dos dois minutos, o Bugre perdeu duas boas oportunidades com o atacante Catatau. Aos oito minutos, novamente chegou com perigo, com o atacante Sandro Hiroshi, que recebeu na entrada da área, mas pecou na finalização.Mas aos 18 minutos veio castigo. Depois de um levantamento do lateral Paulo Sérgio, Careca cabeceou errado, a bola tocou nas costas de João Leonardo e Juninho sobrando para o veterano volante Galeano, que ficou livre na linha da pequena área para marcar o primeiro do Figueirense.Em desvantagem no marcador, o time campineiro começou a se desesperar, com isso as jogadas não saiam com qualidade. Mas na base da superação, o time da casa conseguiu chegar ao empate. O atacante Catatau fez boa jogada pelo lado esquerdo e tocou para Sandro Hiroshi, que invadiu a área e chutou forte de pé direito, sem chances para o goleiro Edson Bastos, aos 28 minutos. Sentindo a pressão, os catarinenses preferiram tocar a bola, priorizando a marcação e só indo à frente em esporádicos contra-ataques .O Figueirense voltou no segundo tempo mais preocupado com a marcação com o volante Carlos Alberto no lugar do meia Mazinho. Já o Guarani manteve a determinação de buscar o ataque e desta forma chegou à virada com Simão, aos 10 minutos. Ele só completou o cruzamento de Catatau, de novo, na linha de fundo pelo lado esquerdo. A bola entrou devagar.Era visível que a velocidade e força física do jovem time bugrino superava os veteranos adversários. Assim, Galeano perdeu a cabeça ao cometer uma falta violenta e ser advertido com o cartão amarelo. Mas ele continuou reclamando e recebeu, com justiça, o vermelho. O técnico Júnior tentou de tudo, mesmo com um a menos. A melhor chance do Figueirense aconteceu aos 26 minutos, quando Luciano Sorriso acertou o travessão de Jean. O Guarani, mais cansado, segurou o resultado nos últimos 15 minutos. Mas mereceu vencer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.