Carlos Bassan/AE
Carlos Bassan/AE

Guarani vence Ponte em dérbi, e dispara na liderança

Time do técnico Vadão ganha por 1 a 0 no Moisés Lucarelli, vai para 19 pontos e abre boa vantagem na Série B

AE, Agencia Estado

20 de junho de 2009 | 18h58

Com um gol de Caíque logo no primeiro minuto de jogo, o Guarani venceu a Ponte Preta, por 1 a 0, em pleno Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, na tarde deste sábado, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

 

Veja também:

tabela Classificação

lista Calendário / Resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão 

A vitória encerrou um jejum de seis anos sem vitórias do Guarani no dérbi, em sua 184ª edição. O time visitante também se manteve invicto e na liderança da competição, agora, com 19 pontos. A Ponte Preta, por sua vez, caiu para o provisório quinto lugar, com 11 pontos. No confronto dos rivais, o Guarani agora tem 64 vitórias, com 58 derrotas. Houve também 61 empates. Nos gols marcados, o Guarani também tem vantagem: 252 a 241.

Com um início avassalador, o Guarani abriu o placar logo no primeiro minuto. Caíque avançou com a bola e encheu o pé na entrada da área para marcar um golaço. O jogo seguiu movimentado, mas os goleiros Douglas, do Guarani, e Gilson, da Ponte Preta, evitaram as chances criadas pelos rivais.

No segundo tempo, os times voltaram sem tática alguma. Jogaram apenas na emoção. Aos 22 minutos, Márcio Mexerica caiu na área e os jogadores da Ponte pediram pênalti. O árbitro nada anotou. Os anfitriões seguiram na pressão, mas o Guarani soube se defender e garantiu sua sexta vitória na Série B.

Na oitava rodada, a Ponte Preta vai a Natal encarar o América-RN, na próxima terça-feira, às 21 horas. O Guarani, por sua vez, encara o São Caetano, em casa, na sexta-feira, também às 21 horas.

PONTE PRETA 0 X 1 GUARANI

Ponte Preta - Gilson; Edílson, Gum, Dezinho e Pirão (Kim); Deda, Guilherme (Diego Salles), Tinga e Fabiano Gadelha (Evando); Danilo Neco e Márcio Mexerica. Técnico: Pintado.

Guarani - Douglas; Maranhão, Dão (Márcio Alemão), Bruno Aguiar e Andrezinho; Glauber, Nunes, Rodriguinho e Walter Minhoca (Adriano Gabiru); Caíque e Ricardo Xavier (Fabinho). Técnico: Vadão.

Gols - Caíque, no 1º. minuto do primeiro tempo.

Cartões amarelos - Caíque, Glauber (Guarani).

Árbitro - Sálvio Spinola Fagundes Filho (SP).

Renda - R$ 231.231,00.

Público - 12.959 pagantes.

Local - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.