Guarany goleia e conquista título brasileiro da Série D

O Guarany confirmou o seu favoritismo e conquistou o título do Campeonato Brasileiro da Série D, a quarta divisão nacional, neste domingo à tarde, ao golear o América-AM por 4 a 1. A decisão aconteceu no Estádio do Junco, em Sobral, no interior do Ceará. No primeiro jogo houve empate por 1 a 1.

AE, Agência Estado

14 de novembro de 2010 | 20h56

O primeiro jogo da decisão tinha sido realizado em Santarém (PA) porque o Estádio do SESI, em Manaus, não tinha condições mínimas exigidas pelo regulamento. Mas pesa ainda sobre o time amazonense uma punição da perda de três pontos imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), na sessão da última sexta-feira.

O clube é acusado de ter utilizado o jogador Fofão nas semifinais contra o Madureira e pode até ser eliminado. O departamento de competições da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) vai aguardar a posição final do Tribunal Pleno do STJD. O Joinville briga por esta vaga para disputar a Série C.

O jogo deste domingo começou em alta velocidade. O time cearense abriu o placar com Danilo Pitbull, aos 22 minutos, e ampliou com Júnior Alves, aos 31. O América diminui no segundo tempo, com Claisson, aos quatro, mas Vanderlei, aos 11, e Diones, aos 17 minutos, decretaram a goleada.

Este é o primeiro título nacional conquistado pelo Estado do Ceará, que tem como maiores forças a dupla da capital: o Fortaleza, atualmente na Série C, e o Ceará, que voltou ao Brasileirão nesta temporada depois de ficar por 23 anos na Série B.

Além dos finalistas, garantiram o acesso para a série C, em 2011, os outros dois semifinalistas: Madureira-RJ e Araguaína-TO. A competição reuniu 40 clubes, entre eles o tradicional Santa Cruz-PE, que foi eliminado, justamente, pelo Guarany, ainda na segunda fase.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie DGuarany

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.