Guaratinguetá desiste de jogar a Série D e Ituano herda a vaga

Problemas financeiros e estruturais fizeram equipe entregar também a vaga da segunda divisão do Paulista

Estadão Conteudo

09 de março de 2017 | 21h18

O Ituano também vai disputar o Campeonato Brasileiro da Série D, a quarta divisão nacional. Nesta quinta-feira, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou a tabela básica da competição com a presença do time de Itu no lugar do Guaratinguetá, que se licenciou nesta temporada por enfrentar dificuldades financeiras e problemas de estrutura. Seis clubes paulistas vão participar da competição.

Passando por problemas financeiros - devendo R$ 380 mil para a prefeitura da cidade por conta do aluguel do Estádio Dário Rodrigues Leite - e com divergências em relação ao planejamento, o Guaratinguetá abriu mão da Segunda Divisão Paulista e também da Série D do Brasileiro.

Esta vaga que não necessariamente deveria ir para um clube paulista, já que era do Guaratinguetá devido ao rebaixamento na Série C do ano passado. O beneficiado seria o Atlético Acreano, que ficou em quinto lugar na Série D de 2016, mas já estava garantido por ser o campeão estadual.

Assim, a vaga acabou caindo nas mãos do Ituano, que terminou em sexto lugar na última Série D. O time de Itu está no Grupo A17 junto de Metropolitano-SC, PSTC-PR e São José-RS. Os líderes de cada chave - são 17 ao todo - avançam, assim como os 15 melhores segundo colocados.

A estreia do Ituano na Série D deve ser em 21 de maio, contra o São José-RS, no Estádio Novelli Júnior, em Itu.

PAULISTAS

Além do Ituano, outros cinco times paulistas vão participar da competição. A Portuguesa, rebaixada da Série C, o XV de Piracicaba, campeão da Copa Paulista, e o Red Bull Brasil, que herdou a vaga do São Bento, que subiu para a Série C. Também se garantiram pela campanha no Campeonato Paulista de 2016, o vice-campeão Audax e o São Bernardo, que chegou às quartas de final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.