Guaratinguetá vence e deixa o Ipatinga na lanterna

Depois de sete jogos de jejum, inclusive vindo de cinco derrotas consecutivas, o Guaratinguetá conseguiu vencer o Ipatinga por 3 a 1, nesta sexta-feira, na abertura da 18.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. A vitória, além de quebrar um longo jejum, livrou o time do Vale do Paraíba da lanterna. Agora aparece com 12 pontos, em 17.º lugar, ainda na zona de rebaixamento. O Ipatinga, que vinha de duas vitórias seguidas após 13 derrotas, continua com 10 pontos, na 19.ª posição.

AE, Agência Estado

17 de agosto de 2012 | 23h05

O time paulista entrou em campo com seus jogadores carregando uma faixa com estes dizeres: "Com Cristo somos mais que vencedores". A fé, aliada a algumas mudanças feitas pelo interino Carlos Otávio, que ficou no lugar de Pintado, deram novo ânimo ao Guaratinguetá.

Melhor ainda que o primeiro gol saiu aos 26 minutos. O lateral Leandro Silva lançou Alemão em velocidade e ele bateu de virada da entrada da área. A bola entrou no ângulo esquerdo do goleiro Helton Leite - filho de João Leite, ex-goleiro do Atlético Mineiro na década de 80.

O Guaratinguetá continuou melhor em campo, apesar do susto na cobrança de falta cobrada por Márcio Diogo e que obrigou o goleiro César a mandar por cima do travessão, aos 35 minutos. Aos 40, Alemão chegou um pouco atrasado no cruzamento de Marcinho, pela esquerda.

No minuto seguinte, Alemão sofreu uma falta por trás, mas o árbitro não anotou. O pior é que no contra-ataque os mineiros empataram. João Victor fez o cruzamento da esquerda e, na pequena área, Bruno Batata completou para as redes. Tudo igual aos 42 minutos.

No segundo tempo, o Guaratinguetá voltou mais na frente e chegou aos segundo gol logo aos sete minutos. Keninha alcançou o lançamento pelo lado esquerdo e quase na linha de fundo mandou para trás. O oportunista Alemão, na pequena área, apenas tocou de perna esquerda para as redes.

O gol desarticulou o Ipatinga, que não mostrou poder de reação. Ao contrário, o Guaratinguetá criou outras chances reais e poderia ter ampliado o marcador muito antes dos 39 minutos, quando saiu o terceiro gol. E, de novo, de Alemão. Ele bateu no alto, sem deixar a bola cair, o cruzamento de Lenilson pelo lado esquerdo.

Na última rodada do primeiro turno, o Guaratinguetá vai enfrentar o Barueri, na próxima terça, na Arena Barueri. Na mesma noite, o Ipatinga vai receber o América Mineiro, no Ipatingão.

FICHA TÉCNICA

GUARATINGUETÁ 3 x 1 IPATINGA

GUARATINGUETÁ - César; Leandro Silva, Baggio, Marquinhos (Igor) e Renato Peixe; Jonatan, Bruno Formigoni, Leandrinho (Lenilson) e Keninha; Marcinho (Fabrício Carvalho) e Alemão. Técnico: Carlos Otávio (interino).

IPATINGA - Helton Leite; Neno (Gedeilson), Tiago Alencar, Eron e João Victor; Anderson Uchoa, Max Carrasco, Wellington Bruno e Marcel (Léo); Márcio Diogo (Andrezinho) e Bruno Batata. Técnico: Eugênio Souza.

GOLS - Alemão, aos 26, e Bruno Batata, aos 42 minutos do primeiro tempo; Alemão, aos 7 e aos 39 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Leandrinho, Alemão e Renato Peixe (Guaratinguetá); Max Carrasco (Ipatinga).

ÁRBITRO - Pathrice Wallace Correa Maia (RJ).

RENDA - R$ 5.640,00.

PÚBLICO - 503 pagantes.

LOCAL - Estádio Dário Leite Rodrigues, em Guaratinguetá (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.