Guaratinguetá vence pela 10.ª vez e consolida liderança

Mesmo com um jogador a menos, equipe do Vale do Paraíba suporta pressão e faz 1 a 0 no Bragantino

Agência Estado,

16 de março de 2008 | 13h29

O Guaratinguetá disparou na liderança isolada do Campeonato Paulista ao vencer o Bragantino, por 1 a 0, neste domingo, no Estádio Dario Rodrigues Leite, no Vale do Paraíba, pela 15.ª rodada. A vitória apertada foi justa, mesmo com o time da casa atuando com um jogador a menos desde os 34 minutos do primeiro tempo. Veja também: Classificação Resultados e calendário Agora, com 31 pontos e dez vitórias, o Guará está bem próximo de garantir sua vaga nas semifinais. E reabilitado de duas rodadas sem vencer, quando perdeu para o Corinthians, por 2 a 0, no Morumbi e empatou com a Portuguesa, por 1 a 1, no Canindé. O Bragantino continua com 21 pontos e ainda vive a expectativa de garantir uma vaga para disputar o título do interior. Com o gramado encharcado devido as fortes chuvas que castigaram a cidade nos últimos dias, os dois times até que demonstraram muita disposição desde o início. E logo na primeira chance do time da Guaratinguetá1Fábio; Carlinhos    , Toninho e Renato    ; Alex Silva    , Alê, Magal, Michael (Alessandro Cambalhota    ) e Jefferson (Odirlei); Dinei     e Caiuby (Bolívia)Técnico: Guilherme MacugliaBragantino0Gléguer    ; Niander (Fabiano), Tiago Vieira, Da Silva e Paulinho (Bruno    ); César Gaúcho, Moradei     (Didi), André Gaspar e Zeziel; Bill e MalaquiasTécnico: Marcelo VeigaGols: Michael, aos 11 minutos do primeiro tempoÁrbitro: Paulo Roberto FerreiraRenda: R$ 35.915,00Público: 2.925 pagantesEstádio: Dario Rodrigues Leite, em Guaratinguetácasa, saiu o gol. Alê tentou o chute de longe, a bola desviou na defesa e sobrou para Michael, dentro da área. Ele ajeitou e bateu rapidamente, no canto direito de Gléguer, que nada pode fazer para evitar o gol, aos 11 minutos. O lance mais polêmico do jogo aconteceu aos 34 minutos, quando num levantamento de bola houve o choque de corpo entre o zagueiro Da Silva e o atacante Dinei. O árbitro Paulo Roberto Ferreira, de forma estranha, entendeu que Dinei usou o cotovelo e surpreendeu ao mostrar o cartão vermelho para ele, provocando reclamação geral do time da casa. No segundo tempo, o técnico Marcelo Veiga tentou colocar o Bragantino no ataque. Mas prejudicado pelo campo, não conseguiu êxito. O Guaratinguetá, sem chances de contra-atacar, preferiu ficar na defesa e garantir a importante vitória. Os dois times vão jogar em casa pela 16.ª rodada. O líder absoluto Guará vai receber o Santos, domingo, dia 23, às 18h10. No mesmo dia e horário, o Bragantino tentará a sua reabilitação diante do Juventus, que luta contra o rebaixamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.