Guardiola adia decisão sobre contrato com o Barça

O treinador do Barcelona, Pep Guardiola, adiou neste sábado a decisão de prorrogar seu contrato para depois do final da temporada e disse que precisava de mais tempo para determinar se deve ou não continuar no clube campeão da Espanha, da Europa e do mundo.

REUTERS

18 de fevereiro de 2012 | 15h08

"Agora prefiro demorar um pouco mais. Quando se faz isso, se comunica ao clube, e se eles me respeitam. Bem, não há nada de mal nisso", disse em coletiva Guardiola, 41 anos, ex-meia do Barcelona e da seleção da Espanha, que prefere renovar seu contrato por um ano.

"Eu sei que não será melhor em outro lugar, mas tenho de sentir isso", acrescentou ele antes do jogo em casa com o Valência, pelo campeonato espanhol no domingo.

O presidente do Barça, Sandro Rosell, está desesperado para convencer Guardiola a ficar, porque o treinador levou o clube a ganhar 13 troféus desde que assumiu em 2008. No entanto, tem evitado fazer muita pressão pública.

No ano passado, Guardiola esperou até 08 de fevereiro antes de aceitar um novo contrato e conquistou título da liga espanhola pelo terceiro ano consecutivo e mais a Liga dos Campeões, a Supertaça Europeia e o Mundial de Clubes pela segunda vez.

"Não posso trabalhar em um clube tão exigente se eu não tiver força. Eu não tenho isso claro, portanto não posso dizer se o ciclo acabou ou foi renovado", disse o treinador.

"Se o clube tem um prazo, vou conversar e decidir. Enquanto isso, eu me preocupo com o dia-a-dia", afirmou ele.

(Reportagem de Iain Rogers)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTBARCELONAGUARDIOLA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.