Reuters/Andrew Couldridge
Reuters/Andrew Couldridge

Guardiola admite dúvida entre Gabriel Jesus e Agüero no ataque do Manchester City

Treinador pede dupla focada, mesmo quando um deles tiver que começar o jogo no banco de reservas

Estadão Conteúdo

20 Novembro 2017 | 13h50

O técnico Josep Guardiola admitiu nesta segunda-feira que está com dúvida para escalar o ataque do Manchester City para a partida contra o Feyenoord, nesta terça, pelo Grupo F da Liga dos Campeões. E a dúvida está justamente entre o brasileiro Gabriel Jesus e o argentino Sergio Agüero.

+ Gabriel Jesus é o brasileiro com a melhor média de gols na Inglaterra

+ Melhor time da Europa, Manchester City vence e dispara na liderança do Inglês

"O Agüero está em forma, o Gabriel Jesus também está em forma. É a minha decisão mais difícil. Há muitos jogos e eles têm que estar preparados para jogar bem, mesmo que comecem no banco de reservas", declarou Guardiola, no estádio do Manchester, onde será disputada a partida de terça.

O treinador explicou que não tem preferido escalar os dois juntos no ataque do City por causa da ausência do lateral Mendy, que costuma apoiar o ataque pelos lados do campo, o que favorecia a manutenção da dupla mais centralizada. Mendy, contudo, está machucado e só deve voltar ao time em abril de 2018.

O time de Manchester entrará em campo nesta terça já com a classificação garantida para as oitavas de final. O clube inglês vive grande fase e é apontado como o melhor da Europa atualmente, em razão da campanha de 100% na Liga dos Campeões e também por conta da liderança disparada no Campeonato Inglês - são 11 vitórias em 12 jogos disputados.

Apesar do grande momento, Guardiola tenta manter a cautela à frente da equipe. E descarta qualquer favoritismo do Manchester na Liga dos Campeões. "Os favoritos são Barcelona, Real Madrid... É uma grande honra que algumas pessoas nos coloquem nesta mesma posição. Mas não fizemos nada ainda. Ainda temos uma grande história para construir na Europa", declarou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.